Matérias | Efeitos do Refrigerante



Os refrigerantes contêm algumas substâncias como acidulantes e corantes. Os efeitos colaterais destas substâncias ao homem vão depender da sensibilidade do indivíduo em causar algum tipo de reação, como por exemplo, uma reação alérgica. Porém um dos componentes certamente presente nos refrigerantes é o açúcar. Já nos refrigerantes do grupo cola, o acidulante: ácido fosfórico.


Esse excesso de açúcar pode causar cáries, conforme a sensibilidade e predisposição de cada indivíduo, sobrepeso, obesidade, flatulência (gases), agravar quadros de gastrite, diabetes (além de fatores genéticos, estresse, etc), níveis elevados de triglicérides sanguíneos, o que pode levar ao aumento dos níveis do colesterol total e da fração LDL (mau colesterol).

Dentre as variedades de refrigerantes existentes no mercado, os refrigerantes mais consumidos são os do grupo cola e guaraná, que são ricos em cafeína, também presente em outros alimentos: chá preto, chá verde, chá mate e chocolate. A cafeína, em diferentes graus, tem ação diurética, vasodilatadora e excitante do sistema nervoso central; revigora e diminui o sono e a fadiga. Por outro lado, provoca uma descarga de adrenalina e, quando consumida em doses muito elevadas, pode desencadear pequenos tremores involuntários, aumento da pressão arterial e da freqüência cardíaca. Além da cafeína presente nos refrigerantes do grupo cola, em sua composição utiliza-se o ácido fosfórico. Essa substância pode prejudicar a fixação do cálcio nos ossos, podendo levar a osteoporose.

Para quem gosta de refrigerante, mas lutam contra os quilos a mais na balança, os refrigerantes light podem ser uma opção, porém, também devem ser consumidos de forma moderada, pois além de apresentarem os componentes acima citados, contêm adoçantes artificiais.

De acordo com a Nutricionista Kilza Miranda, o importante é evitar mesmo o refrigerante light. O mais saudável é substituí-lo por sucos de frutas da época, assim você terá um mix de vitaminas e minerais, sem prejudicar sua saúde!

Fonte: Revista Saúde

2 comentários:

Shampoo Azul disse...

Adorei a dica. Tomo muito refri e realmente já to sentindos os efeitos maléficos hehe

http://shampooazul.blogspot.com/

15/1/10
BRECHOZINHO DA MEL disse...

Uma das minhas promessas para 2011 é abolir o refri da minha lista de consumo, foi muito obm ler essa matéria agora, me deu mais força e ânimo para vencer essa batalha!!!

17/12/10

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO