Auto-estima: Eu posso e vou emagrecer!


Sentir-se feliz com seu corpo e consigo mesma é um fator fundamental nos dias de hoje, mas muitas mulheres até fogem dos espelhos, pois vivem uma dura guerra com a balança e seu corpo.

Viver e ter prazer são fundamentais para nossa auto-estima, e quando nos recusamos olhar para o espelho, e cuidar de nosso corpo, a depressão toma conta, junto observamos passivamente os ponteiros de a balança subir.

Se você se identifica com esse quadro precisa rever sua relação com você mesma e seu corpo urgente. O peso que tomou conta de seu corpo não define quem você é, e sim o estado que se encontra, e você pode mudar isso, estabelecendo um contato mais íntimo com o seu eu, buscando uma relação saudável com o que sente.

Emagrecer não é sinônimo de dietas restritivas, por isso a ajuda de profissionais da área ajudará encontrar um equilíbrio, pois perder peso não é nada fácil, mas manter-se magra depende da aquisição de novos comportamentos.

Então porque não perder peso devagar? Levamos meses, anos para acumularmos gordurinhas em nosso corpo e quer perdê-las como em um passe de mágica?

Perder peso não é significa tortura e sim uma adequação alimentar, por isso pessoas imediatistas querem que tudo aconteça rápido e se auto impõe dietas absurdas, como se punindo pelo prazer que tem por comer.

Quando olhamos para o que sentimos, verificamos que comemos muitas vezes por vontade de comer e não por fome, e aprendemos a lidar com nosso desejo ou até mesmo com nossos sentimentos é a chave do sucesso do emagrecimento.

Comemos emoções, raiva, angústia, ficamos ansiosos pelo resultado do vestibular, da entrevista de emprego, com a sandália linda que viu na vitrine da loja e dá-lhe comer, como forma de aplacar essas sensações atordoantes que está sentindo.

Uma vez identificando os gatilhos disparadores que a levam a esse comportamento, aprenderá a lidar com a comida de forma assertiva, melhorando a auto-estima e sua relação com seu corpo.

Afinal, ser feliz é ser saudável, praticar esportes e entender o que passa dentro e fora de você!

Luciana Kotaka -Psicóloga Clínica

www.comportamentomagro.com
.br

1 comentários:

Nic disse...

Amei o site... Infelizmente temos consciência de tudo que é bom e ruim, mas mesmo assim, acabamos pecando por excesso.
Parabéns mesmo, pelo site1 Muito informativo!

4/4/10

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO