Alimentação para Bebês

Por Lunara Freitas



Os bebês apresentam desenvolvimento físico e mental muito acelerado. A alimentação na primeira infância (0 a 3 anos) é importantíssima e deve ser escolhida com cuidado pela mãe ou cuidador.
Lembre-se de que até o 6º mês de vida, a criança deve receber apenas e nada mais que o leite materno. Ele contém todos os nutrientes (incluindo a água) que o bebê precisa para crescer e desenvolver todos os sistemas corporais: desde o físico, passando pelo imunológico até o mental.

A partir do 6º mês deve-se começar com as papinhas:

Do 6º ao 7º mês:
- Ofereça papinhas de frutas amassadas ou raspadas sem casca. Nunca adicione açúcar, deixe a criança aprender a gostar do sabor dos alimentos. Ofereça suco de fruta sem adoçar.
- Papinhas salgadas devem ser feitas com legumes, cereais ou feijão bem cozidos e amassados com garfo, só com um pouco de caldo. Pode ser arroz, milho, batata, cenoura, inhame, abóbora, abobrinha, chuchu e etc., misturados ou sozinhos (Lembre-se de lavar bem todos os vegetais com água filtrada ou fervida). Coloque também um pouco de caldo de carne cozida, sem muito sal ou tempero forte. Não os bata no liquidificador, pois assim a criança vai se acostumar com a textura cada vez mais firme da papinha.
- Nesse período, o ideal é oferecer duas papinhas de frutas e uma salgada. O leite materno deve prevalecer. Os outros alimentos são apenas para complementá-lo.

Do 8º ao 12 mês:
- Prepare as papinhas da mesma maneira, mas ofereça uma papinha de frutas e duas salgadas.
- Até o primeiro ano de vida é recomendável que as crianças não recebam outros tipos de leite, além do materno. Isso além de garantir a aceitação pelo mesmo previne problemas intestinais e garante o desenvolvimento adequado. A partir daí, a mãe deve oferecer outro leite (de vaca, cabra...) se a criança já tiver sido desmamada. Não se esqueça de oferecer água à medida que a criança desejar.
A partir do 12º mês de vida:
- Ofereça duas papinhas salgadas e duas de frutas. Numa das refeições dê também biscoito sem recheio ou pão, de acordo com a aceitação da criança.

Nessa idade, a criança já começa a aceitar uma papinha mais consistente, com pedacinhos de legumes cozidos, sem muito amassar. Vá deixando alguns pedacinhos para a criança se acostumar a medida que for crescendo. A partir do 1º ano de vida, ela já aceita tudo que a família come; arroz e feijão com uma carne cozida desfiada, legumes em pedaços bem cozidos e frutas em pedaços.
Para as crianças que não receberam leite materno sequer antes dos 6 meses de vida, a alimentação complementar deve ser oferecida a partir do 4º mês. Nesse caso a mãe ou cuidador deve procurar orientação de nutricionista para esclarecer dúvidas e elaborar um cardápio especial.



0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO