Chá de Hibisco


Por Adriana Ávila



O Hibiscus sabdariffa Líneo é um arbusto da família das Malváceas, pertence ao gênero Hibiscus, compreendendo cerca de 200 espécies de plantas. A sua origem é, provavelmente, africana ou asiática, principalmente na Índia. È importante mencionar que não se trata do hibisco ornamental, muito utilizado aqui no Brasil. Os seus nomes populares são: azedinha, vinagreira, quiabo-azedo, entre outras denominações.

É usado pela medicina popular que a atribui a ele os seguintes efeitos: anti-espasmódico, anti-inflamatório, hipotensor, antioxidante natural, digestivo, diurético, laxativo suave, afrodisíaco, ativador do metabolismo auxiliando no emagrecimento e auxilia no tratamento de: problemas respiratórios (bronquites, gripes e resfriados),  gastrite, celulite e outras afecções de pele. Atribui-se também ao hibisco a diminuição da glicose e do LDL colesterol.

Suas folhas são ricas em vitamina A, C, flavonóides, cálcio, magnésio, ferro, fitoquímicos, antocianinas, ácidos: tartárico, málico, cítrico e hibístico, fitosteróis e fibras, além de ter menor quantidade de cafeína. O hibisco orgânico tem maior quantidade de fitoquímicos.


O chá é obtido do cálice do hibisco carnoso e vermelho, que atinge em torno de 2 cm, e deve ser seco à sombra. As suas folhas deverão ser armazenadas em sacos de papel ou de pano. O chá também poderá ser encontrado sob a forma de sachê.

Veja agora o modo de preparo do chá:

Aqueça 1 litro d´água por 5 minutos.
Apague o fogo e acrescente 1 colher de sopa de hibisco desidratado ou o sachê.
Tampe a chaleira e aguarde por 10 minutos.
Coe o chá, se não for o de sachê.
O chá poderá ser consumido quente, à temperatura ambiente ou gelado.

DICAS: Para realçar o sabor do chá poderá ser acrescentado canela em pau, cravo da índia, ânis estrelado ou casca de maçã, de acordo com a preferência do paladar da pessoa.

A pessoa poderá tomá-lo sem adoçar ou adoçá-lo segundo a sua preferência.
Acredito que a pessoa que vá utilizar o chá de hibisco deverá ter uma alimentação adequada e manter em dia o acompanhamento médico e tratamento medicamentoso.

Para mais informações sobre o assunto sugiro:

Dr. Luiz Carlos Leme Franco (médico fitoterapeuta e professor de fitoterapia)

Conheça também sobre as virtudes do chá verde


Adriana Lúcia van-Erven Ávila – CRN 3 - 2816
Nutricionista
http://dietaporquenao.blogspot.com



2 comentários:

lucidreira disse...

Aqui em casa eu faço uso de vários chás, moderadamente, e esse irei adquirir o ingrediente para começar a fazeu uso, já que tem uma gama de utilidade na saúde.
Abraço

22/7/10
Anônimo disse...

lucidreira,
obrigada pela sua participação e seu comentário.
Desejo sucesso a você e que o chá de hisbisco possa te proporcionar muitos benefícios.
Abraço.
Adriana Ávila

23/7/10

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO