Dúvidas sobre a Ração Humana

Por Dra Ana Paula Fidélis


Quem já não ouviu falar da ração humana ou até mesmo já a consome? A minha opinião sobre este composto difere de muitos profissionais. A Nutrição Funcional tem como fundamento principal a individualidade bioquímica, ou seja, cada um responde a um alimento de uma determinada forma. Neste composto de fibras estão presentes vários alimentos que podem ter um poder alergênico do ponto de vista funcional para muitas pessoas. Este poder alergênico está associado a inflamação, que é uma desordem que acontece no corpo e que acarreta em diversas doenças inclusive obesidade, dificuldade de perda de peso, compulsão e desequilíbrios hormonais.

Além desta visão da Nutrição Funcional, estes compostos tem muitas fibras o que pode diminuir a absorção no nosso intestino de diversos minerais e vitaminas que também estão associados ao metabolismo. Se perdermos estes minerais e vitaminas o nosso metabolismo fica mais lento. E quando ingerimos algum produto que contém muitos compostos juntos a digestão deles é mais prejudicada e mais difícil o que pode trazer consequências para o corpo.

Outro apelo é que esta Ração Humana veio com o intuito de emagrecimento e hoje já se sabe que esta conquista não é alcançada rapidamente e não tem milagres. A maioria das pessoas já reconhece que é preciso melhorar a alimentação e que não será um composto como a ração humana que irá somente ajudar a perder peso. Muitos pessoas perdem peso com esta Ração Humana mas perdem muita massa muscular e ficam com o percentual de gordura alto e flácidos.

Ela contém fibras que podem auxiliar no trânsito intestinal, mas você pode também consumi-las separadamente e os benefícios alcançados serão maiores. Por exemplo, pode consumir a linhaça dourada triturada em sucos, vitaminas e ela ainda contém ômega-3, uma gordura muito importante para o nosso corpo. Consumir a aveia em flocos juntamente com a granola ou separada em saladas de frutas, o cacau em pó pode ser amassado e consumido com a banana, o arroz pode ser substituído pela quinoa em grãos, o gérmen de trigo pode ser colocado em massas de bolos e pães. São diversas as maneiras que estes produtos podem ser consumidos. Vale destacar também que a compra deles separado é muito mais barata do que o produto Ração Humana.

A dica que eu sempre dou é de consumir estes produtos gradativamente e separadamente. O corpo metaboliza isto melhor, irá ter mais aproveitamento dos nutrientes e os benefícios. Lembrando também que não sabemos se naquele composto irá ter somente aqueles itens e não outros indesejáveis e estes produtos também costumam ter grande quantidades de fungos, o que pode levar a micoses, candidíases, caspas, queda de cabelo e dificuldade de concentração dentre outros.

3 comentários:

Verena disse...

Realmente tenho muitas dúvidas em relação a ração humana que começaram a ser esclarecidas com essa matéria. O que tenho lido muito é que a ração faz milagres mas acho que se a pessoa não tiver uma alimentação saudavel e praticar exercicios fisicos ela não vai obter o efeito desejado. Comprei a ração e ainda não usei por conta das dúvidas mesmo e tambem por ter lido no rótulo que se não ingerir muita água a ração contribui para a prisão de ventre. Obrigada pela matéria esclarecedora, estou adorando o blog!!!
Abraços

16/9/10
Nutricionista Ana Paula Fidélis disse...

Obrigada Verena! São dicas muito importantes e valiosas mesmo! Temos que tomar cuidado com este tipo de produtos.
Abraços e a disposição!

17/9/10
nayara disse...

A ração humana está sendo muito comentada ultimamente, e matérias como essas nos ajudam a ter mais argumentos para explicar sobre tal produto para nossos pacientes.
Eu particularmente tenho muitas duvidas sobre a ração humana, já que é um produto que não tem padronização, cada uma é de um jeito. Abraços tudo de bom!

18/9/10

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO