Orientações nutricionais para colelitíase

http://www.feliciorocho.org.br

Por Adriana Ávila


A colelitíase consiste na formação de cálculos biliares no interior da vesícula biliar, sem que haja o processo infeccioso. Já a colecistite ocorre quando há um processo inflamatório da vesícula em função da presença dos cálculos biliares.
Quanto mais gordura tiver na dieta da pessoa com colelitíase maior será a estimulação da vesícula biliar que já está “doente”. Por isso é importantíssimo que a pessoa que tenha colelitíase monitore a evolução do quadro junto ao médico, cujo tratamento é predominantemente cirúrgico. Os cirurgiões indicam que a cirurgia seja eletiva, de preferência, pois o risco cirúrgico é maior quando há uma crise mais aguda. Em alguns casos a cirurgia não poderá ser indicada devido às outras patologias associadas, portanto mais do que nunca a dieta será uma grande aliada.
Com relação à alimentação é necessário que a pessoa não exceda na ingestão de gordura na dieta diária.
Vejamos agora os alimentos e preparações mais ricos em gordura, que deverão ser restringidos:
·         Leite, iogurte ou coalhada integrais;
·         Queijos gordurosos;
·         Chocolate e seus subprodutos; doces, bolos ou tortas doces que contenham creme de leite, coco, chocolate, chantili, frutas oleaginosas*, sorvetes cremosos;
·         Biscoitos amanteigados, massa folhada, torta de massa “podre” como empada, empadão, quiches;
·         Banha animal, bacon, toucinho, torresmo;
·         Carnes gordas, pele de aves, peixes gordurosos (sardinha, cavala, salmão, pacu, pintado,...), frios (mortadela, copa, salame, salaminho, presunto) e embutidos (linguiças e salsichas) gordos;
·         Sanduiches gordurosos;
·         Alimentos fritos, milanesa ou empanados imersos no óleo;
·         Manteiga, maionese comum, margarinas duras;
·         *Frutas oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas, avelãs, macadâmia, amendoim);
·         Frutas com alto teor de gordura como a polpa do coco e o abacate.

Para equilibrar a alimentação é importante utilizar:
·         Leite, iogurte ou coalhada desnatados;
·         Queijos magros: minas, minas light, ricota, cottage, as linhas light;
·         Bolos, doces ou tortas doces à base de frutas, com leite desnatado ou creme de leite light, bananada, goiabada, compota de frutas;
·         Bolachas/biscitos (doces, salgados ou integrais), massas e tortas com menores teores de gordura, sorvetes de frutas no palito exceto os que contenham leite, gelatina;
·         Óleos vegetais que podem ser de soja, milho, girassol ou canola e o azeite de oliva para o tempero da salada. Todos os óleos poderão ser usados sempre com moderação;
·         Carnes magras, aves sem pele, peixes (pescada, cação, merluza,...). É importante retirar as gorduras visíveis antes do preparo, para que não ocorra o derretimento da gordura animal que penetrará na fibra muscular das carnes em geral ou irá para o molho das mesmas;
·         Frios e embutidos mais magros à base de aves, sem excessos;
·         Sanduiches com verdura, legume, carne ou frango ou peixe magros;
·         Alimentos cozidos, ensopados, assados, grelhados ou refogados com pouco óleo vegetal;
·         Maionese ou margarina cremosa light;
·         Demais frutas frescas ou secas, água de coco ou sucos naturais;
·         Verduras e legumes de todos os tipos;
·         Pães em geral, exceto os mais gordurosos como croissant, rôscas de linguiça ou toucinho;
·         Cereais (arroz, milho, trigo, aveia, centeio,...), tubérculos (batata, mandioca, cará, inhame, mandioquinha);
·         Macarrão com molho ao sugo, bolonhesa com carne moída magra, molho branco com leite desnatado, com brócolis, sempre preparados com pouco óleo vegetal;
·         Leguminosas (feijão, ervilha, grão de bico, lentilha ou soja) temperados com temperos naturais e pouco óleo vegetal, mas não com bacon ou linguiça.
Na verdade percebemos que essa dieta nada mais é do que uma alimentação saudável para qualquer pessoa!

Adriana Lúcia van-Erven Ávila - CRN 3 -2816


3 comentários:

Anita disse...

Muito legal, bem esclarecedor, linguagem simples, dá pra entender tudo bem direitinho.
Obrigada!

14/5/12
Patrícia Nunes Silva disse...

Que deus abençõe pelo artigo..sofro desse mal..e já não sabia o que consumir..obg e sucesso Patrícia Nunes

7/1/13
Patrícia Nunes Silva disse...

Ameiiiiiiiiii..que deus abençõe...artigo 100000... sofro desse mal e já n sabia mais o que consumir!! sucesso

7/1/13

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO