Farinhas de frutas: quais seus benefícios e como utilizá-las

Por Adriana Ávila

A utilização das cascas e bagaço das frutas já é uma prática antiga, pois há muito tempo se prepara bolo ou doce de banana com a casca. A casca da maçã é usada para dar um sabor gostoso ao chá. Também se usa a casca da laranja para fazer doce, geléia e licor. Enfim, há utilidade para as partes dos alimentos, antes chamadas de não convencionais.

Desta vez, me coube escrever sobre as farinhas de uva, laranja e maçã. No meu ponto de vista são produtos que auxiliarão na alimentação das pessoas, desde que essa seja equilibrada, bem como a pessoa deva ter um estilo de vida também saudável.

Farinha de uva vermelha: É fonte de fibras alimentares como a pectina, de flavonóides, age como um antioxidante natural que auxilia no cuidado da pele e na circulação do sangue. Algumas farinhas encontradas no mercado são feitas das uvas inteiras já outras são feitas das sobras provenientes da fabricação de suco de uva.

Farinha de laranja: é rica em fibras alimentares. Sua ação é a de reduzir o apetite, regular o funcionamento do intestino e ativar o metabolismo, por isso atribuem a ela a função de queimar gordura. Algumas farinhas encontradas no mercado são feitas do bagaço e outras da casca da laranja, que deve ser a citrus aurantiam.

Farinha de maçã: também é fonte da fibra alimentar pectina e auxilia na saciedade precoce, além de ter efeito energético. As farinhas encontradas no mercado são feitas com maçãs vermelhas e maduras inteiras ou podem ser feitas somente das cascas, que são desidratadas e moídas.

Recomenda-se o consumo de 2 a 3 colheres diárias de farinha de frutas, de forma fracionada para evitar diarréia, por conter fibras alimentares. É importante não descuidar do consumo d água para que não ocorra a prisão de ventre, devido aos teores de fibras alimentares dessas farinhas.

A farinha de frutas pode ser acrescentada no iogurte ou leite, em vitaminas, em cima de fruta amassada, na massa de bolo, biscoito, torta ou pão; na salada, na sopa ou até misturada ao arroz com feijão. A farinha pode ser usada tanto em preparações doces quanto salgadas, dependendo do gosto de cada um.

Você pode fazer as farinhas em casa ou comprá-las em lojas especializadas, desde que sempre verifique a origem dos produtos.

Caso vá prepará-las em casa aqui vão algumas dicas. O primeiro passo é lavar bem as cascas ou bagaço e enxaguar em água corrente. Depois de lavadas, enxaguadas e secas, cortar as cascas em tirinhas e colocá-las numa assadeira. Levar para assar em forno baixo por 30 a 40 minutos ou até que fiquem bem secas. Depois de secas, deixar esfriar e bater no liquidificador ou no processador até que vire uma farinha. Passar pela peneira e guardar num recipiente limpo, seco e tampado, livre de umidade.

Receita: Farinha de Maracujá

Fontes de pesquisa:

www.cristianaarcangeli.com.br

Cia da Saúde produtos naturais

www.chaecia.com.br

www.mundoverde.com.br




src="http://pagead2.googlesyndication.com/pagead/show_ads.js">

2 comentários:

Fabi disse...

Olá!!
Sempre leio os post do blog e hoje coloquei um link de um post sobre doença celíaca lá no meu blog.

Beijos!!

1/11/10
Dra Kilza Miranda disse...

Ei Fabi agradecemos muito sua visita, deixe o link da matéria!
Obrigada!

1/11/10

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO