Guaraná


Por Adriana Ávila

Guaraná, arbusto originário da Amazônia, é encontrado no Brasil e na Venezuela. Seu nome científico é Paullinia cupana Kunth e pertence a família Sapindaceae. É também conhecido por uaraná, narana, guaranauva, guaranaina, guaraná cerebral e guaraná-da-amazônia. A sua casca é vermelha e, quando maduro, deixa aparecer a polpa branca e suas sementes, assemelhando-se com olhos.

O seu fruto possui grande quantidade de cafeína e, devido a suas propriedades estimulantes, é usado na fabricação de xaropes, barras, pós e refrigerantes.

O guaraná age como um estimulante aumentando a resistência aos esforços mentais e musculares, diminuindo a fadiga motora e psíquica e como um energético dando maior vitalidade.

Entretanto, se ingerido em excesso, provoca efeitos colaterais como insônia, azia e dependência.

As pessoas com arritmia e/ou muito agitadas, por natureza, não devem exceder na ingestão de guaraná.

O processo de processamento do xarope da fruta iniciou-se no Brasil em 1905 no Rio de Janeiro. Em 1906 é lançado o Guaraná Cyrilla pela F. Diefenthaller, uma fábrica de refrigerantes de Santa Maria no Rio Grande do Sul e, em 1921, o Guaraná Champagne Antarctica. O refrigerante de guaraná mais vendido do mundo é o Guaraná Antarctica. Cuidado que as versões diet ou light ou zero tem mais sódio que o normal. Portanto, não exceda na quantidade!

Veja, a seguir, alguns valores nutricionais do guaraná:

Produto

Quantidade (g ou ml)

Calorias

Sódio (mg)

Guaraná em pó

3 gramas

9

18

Refrigerante de guaraná

1 copo (200 ml)

80

11

Refrigerante de guaraná diet ou light ou zero

1 copo (200 ml)

0

30

Xarope de guaraná com açúcar para fazer refresco

1 dose (20 ml) para 200 ml de água

62

10

Xarope de guaraná sem açúcar para fazer refresco

1 dose (20 ml) para 200 ml de água

1

30

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO