O que é bulimia nervosa?


Dra. Mariana Fantini – Nutricionista SP

Aprimoranda em Transtornos Alimentares pelo Ambulim no IPq - HCFMUSP

O termo Bulimia Nervosa vem do grego “bous” que significa boi ou “bou” que significa grande quantidade, e “limos” que significa fome. Portanto, podemos dizer que o termo é definido da seguinte forma: fome muito intensa ou suficiente para devorar um boi.

Quem desenvolve essa doença tem episódios frequentes de compulsão alimentar (podemos definir a compulsão por consumo de uma grande quantidade de alimentos em um curto período de tempo com sensação de perda de controle), comportamentos compensatórios que ocorrem em média duas vezes por semana, por pelo menos três meses. Há também baixa autoestima, fazendo com que sua vida gire em torno de seu peso e forma corporal.

As pessoas que desenvolvem Bulimia Nervosa tem um padrão alimentar dito como caótico/estranho, a frequência das refeições é irregular, os horários não são definidos.

Há um padrão em sua alimentação que resulta em um ciclo vicioso, onde há restrição alimentar seguida pela compulsão alimentar e, consequentemente, pela purgação como método compensatório por ter consumido muitas calorias e se sentir muito culpada, triste e até brava consigo mesma. Assim, voltará a fazer restrição e o ciclo não se desfaz.

Há extrema dificuldade em se fazer refeições com outras pessoas e invariavelmente após a refeição a pessoa pratica métodos purgativos ou atividade física excessiva.

É uma doença onde a pessoa não consegue parar de pensar em comida porque vive fazendo jejum. Entretanto, muitas vezes, quando come perde o controle.

As pessoas com Bulimia Nervosa, geralmente, não estão abaixo do peso indicado como saudável, mas sim acima do peso ou com o peso considerado normal. Por isso, é mais difícil perceber diferenças na rotina dessa pessoa. Temos que nos ater ao comportamento, do adolescente ou jovem adulto, em relação a alimentação.

Muitos perguntam: Os transtornos alimentares estão relacionados às dietas? Podemos dizer que todo transtorno alimentar se inicia em uma dieta, porém, nem toda dieta desenvolve um transtorno alimentar.

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO