O Profissional Nutricionista

...


Dra. Gabrieli Comachio – Nutricionista MT


O desenvolvimento científico-tecnológico dos cursos Brasil vem superado expectativas ao longo dos anos. O surgimento do curso de nutrição é relativamente recente, característico do início do século XX.

Na América Latina, a ciência da nutrição foi fortemente influenciada pelo médico argentino Pedro Escudero com a criação do Instituto Nacional de Nutrição em 1926. No Brasil, a nutrição no período do governo de Getúlio Vargas em 1939, em São Paulo, na Universidade de São Paulo, por iniciativa do médico Geraldo de Paulo Souza, no Instituto de HigLinkiene de São Paulo.

O desenvolvimento científico-tecnológico dos profissionais da nutrição teve como marco a fundação da Associação Brasileira de Nutricionistas (ABN) no dia 31 de agosto de 1949, primeira entidade brasileira com o intuito de representar e defender os interesses dos nutricionistas, bem como desenvolver estudos e pesquisas no campo da nutrição. Em função da data de fundação da ABN, a partir de então, no dia 31 de agosto passou a ser comemorado o “dia do nutricionista”.

A luta pelo reconhecimento do curso como nível superior teve início por volta de 1952. A regulamentação da profissão do nutricionista, por sua vez, ocorreu apenas em 24 de abril de 1967, quando foi sancionada a Lei n.º 5.276, dispondo sobre a profissão e regulando seu exercício, instrumento legal que vigorou até 1991, quando foi revogada por uma nova legislação. A partir da década de 60 houve uma expansão dos cursos de nutrição no país, observou-se uma ampliação quantitativa desses profissionais no Brasil, levando ao crescente processo de mobilização e conquista de novas áreas de trabalho e reconhecimento profissional.

Gostar de alimentos é um dos princípios básicos e mais importantes pra quem deseja fazer o curso de nutrição. O conteúdo do curso é diretamente relacionado à saúde, mas as ciências humanas e exatas também são importantes na profissão, uma vez que o atendimento e relacionamento com indivíduos são constantes.

A área de atuação se tornou ampla e vai desde trabalho em cozinhas industriais, elaborando o cardápio de um restaurante e controle de qualidade da alimentação servida, até o atendimento a clientes em uma clínica, hospital, SPA’s. Esses clientes podem ser pessoas saudáveis ou não. Outro caminho é na área da saúde pública, trabalhando em postos, atendendo a equipes de apoio ao programa de saúde da família, alimentação escolar.

São práticas do profissional da nutrição:

  1. promover uma alimentação equilibrada, através do planejamento e da elaboração de cardápios, que levam em conta características individuais como idade, sexo, nível de atividade física, patologias, momentos biológicos específicos (gravidez, adolescência, terceira idade) etc.;
  2. a racionalização dos custos com alimentação, incluindo a orientação quanto ao correto armazenamento e recepção dos gêneros alimentícios, tendo em vista a qualidade e a otimização dos recursos existentes;
  3. o controle das condições higiênico-sanitárias do Serviço de Nutrição em todos os setores, a fim de evitar possíveis contaminações;
  4. o treinamento, a orientação e a coordenação dos funcionários que desenvolvem atividades relacionadas ao serviço de alimentação;
  5. o desenvolvimento e a aplicação de programas de educação alimentar, que visem à promoção da saúde;

Áreas de atuação:

  • Alimentação institucional (concessionárias e serviços de auto-gestão);
  • Nutrição clínica (hospital e ambulatorial);
  • Saúde pública;
  • Ensino e Docência;
  • Nutrição materno infantil (incluindo bancos de leite e postos de coleta);
  • Nutrição e marketing;
  • Hotelaria e gastronomia;
  • Atendimento domiciliar (home care);
  • Personal diet;
  • Assessoria e Consultoria;
  • Nutrição em estética;
  • Nutrição esportiva;
  • Nutrição biomolecular;
  • Terceiro setor (ONGs).

O nutricionista é um profissional da saúde comprometido com a alimentação e nutrição de indivíduos e coletividades, em todas as suas dimensões.

Referencia:

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NUTRIÇÃO. Histórico do nutricionista no Brasil – 1939 a 1989. Coletânea de depoimentos e documentos. São Paulo : Atheneu, 1991.

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO