Dicas para perder a barriga

Dra Heloisa Niehues – Nutricionista MT

O acúmulo de gorduras na região abdominal tem a ver com palavras que começam com a letra que designa o tamanho GG: gênero e genética. Enquanto mulheres têm uma tendência maior ao acúmulo de tecido adiposo nos glúteos e nos quadris, os homens têm na barriga.

Uma das estratégias para perder a barriga, portanto, é buscar o equilíbrio entre gasto energético e ingestão de calorias. Em resumo, comer melhor e arrumar alguma atividade física para gastar o que vem sendo consumido em excesso nas refeições. É importante a prática de exercícios aeróbicos, o que aumenta o gasto de energia da pessoa.

A barriguinha de chopp

Um estudo feito em parceria entre a Universidade de Barcelona, o Hospital Clínico de Barcelona e o Instituto Carlos III, de Madri, na Espanha, demonstrou que determinada quantidade diária de cerveja pode trazer benefícios à saúde, já que a bebida tem ácido fólico, vitaminas, ferro e cálcio, que protegem o sistema cardiovascular.

A pesquisa, feita com 1249 homens e mulheres acima de 57 anos, recomenda dois copos pequenos por dia, para o público feminino, e até três, para o masculino. O consumo, todavia, deve estar associado a uma dieta saudável e a exercícios físicos regulares. A circunferência abdominal superior a 88 centímetros (mulheres) e 102 centímetros (homens) favorece o aparecimento de doenças cardiovasculares.

Outro hábito que contribui para a formação da protuberância no abdômen é o consumo de alimentos ricos em açúcar. Depois de comer um quindim, por exemplo, o açúcar presente no doce entra na corrente sanguínea. Em seguida, é preciso que o pâncreas libere insulina, para que o açúcar seja levado às células. Os picos frequentes de insulina no sangue levam ao crescimento da barriga.

Além de moderar o consumo de açúcar, um dos caminhos é ingerir doces após grandes refeições, ou em conjunto com proteínas e fibras. Desse modo, como o açúcar está misturado a outros alimentos, sua absorção é mais demorada, fazendo com que a entrada de insulina no sangue seja mais devagar, sem grandes picos.


http://www.heloisaniehues.com.br

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO