Alimentação em épocas de vestibular, Concursos


Dra. Henriqueta Mendes – Nutricionista RN


Após um ano inteiro de muito estudo e muitas horas dispensadas aos livros e exercícios, milhares de  estudantes encaram a reta final antes das tão esperadas e temidas provas. 
Com tantas aulas, atividades extras, livros, exercícios; muitos estudantes esquecem de dar atenção especial a sua alimentação.  Muitos adolescentes acabam pulando refeições, principalmente o desjejum, substituindo as refeições principais  por lanches rápidos, muitas vezes com elevado teor de gorduras, açúcares. Sabemos que uma alimentação desequilibrada pode deixar o indivíduo cansado, irritado, sonolento, além de prejudicar a concentração e a memória. 

Saiba como a Nutrição pode ajudá-lo a enfrentar com sucesso essa etapa tão importante em nossas vidas. Confira:

  1. Realize 6 refeições ao dia, distribuídos em café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia, com intervalos de 3 em 3 horas. Isso possibilita maior variedade na ingestão de alimentos e mantém os níveis de glicemia em constante equilíbrio, evitando desânimo e raciocínio lento.
  2. Beba a quantidade recomendada de líquidos, água, sucos naturais, água de coco, cerca de 2 a 2,5 litros. Manter o organismo hidratado é fundamental para seu adequado funcionamento, incluindo o raciocínio.
  3. Evite alimentos estimulantes em excesso como: energéticos, refrigerantes a base de cola, café, guaraná em pó e álcool. Ansiedade demais prejudica a concentração e a memória.
  4. Os mais ansiosos devem utilizar alimentos  e bebidas calmantes como alface, maracujá (principalmente maracujá doce),chás de camomila, melissa e erva doce.
  5. Utilize alimentos que favoreçam a memória, o funcionamento e manutenção dos neurônios, ricos em fisetina, colina, ômega 3 e vitaminas do complexo B, são eles:
  •      Fisetina: maçã, morango, kiwi, uva, tomate, entre outros. A fisetina estimula mecanismos do cérebro que melhoram a memória de longo prazo e induzem a diferenciação ou amadurecimento de células do sistema nervoso.
  •      Colina: gema de ovo, lecitina de soja, fígado bovino. Estudos demonstram relação da Colina com a memória. Lembrando que ovos devem ser consumidos até 3 vezes por semana.
  •      Ômega 3: peixes de água fria e linhaça. O Ômega 3 é um nutriente essencial para o funcionamento adequado da bainha de mielina, uma estrutura presente nos neurônios que tem a função de proteger a integridade dessas células nervosas e participar do processo de envio de mensagens através dos neurotransmissores. Lembre-se que a Sardinha é uma excelente e acessível fonte de omega 3.
  •      Vitaminas Complexo B: cereais integrais, carnes e vegetais. As vitaminas do complexo B trabalham em conjunto para promover o sistema imune e o cérebro saudável por proteger tecidos nervosos contra a oxidação, aumento da memória e por isolar as células nervosas.

No dia anterior a prova, nada de experimentar alimentos que não está habituado, para evitar possíveis reações de intolerância. Faça uma alimentação leve, composta por carboidratos, proteínas, verduras e frutas: Arroz, feijão, bife ou filé de frango grelhado, salada e legumes refogados. 

Escolha sucos de frutas naturais e sobremesas a base de frutas.  No café da manhã e lanches, escolha pão integral, queijo branco, iogurtes com mel, saladas de frutas.
Contato:


0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO