Dicas para Gestante Diabética

Dra. Henriqueta Mendes – Nutricionista RN


A gestação determina uma série de transformações na mulher, essas alterações que são de natureza anatômicas e fisiológicas afetam quase todas as funções maternas e são necessárias para o controle do metabolismo materno, a promoção do desenvolvimento fetal, a preparação para o momento do parto, nascimento e lactação.
A necessidade contínua e crescente do feto por glicose (proveniente do metabolismo dos carboidratos e seu principal combustível) determina que o organismo materno desenvolva certos mecanismos que favoreçam esse fornecimento como o aumento da resistência periférica à insulina (hormônio fabricado pelo pâncreas e responsável pela entrada da glicose nas células), em outras palavras: a mãe passa a ter maior dificuldade em utilizar a glicose pois a prioridade é do feto e os tecidos maternos ficam menos sensíveis à insulina e precisam de muito mais insulina que anteriormente à gravidez.

A partir do segundo trimestre da gravidez, a necessidade de insulina aumenta, fato esse perfeitamente contornável em gestantes não diabéticas com o aumento da secreção pancreática de insulina, ao passo que nas gestantes diabéticas esse mecanismo está alterado e determina a hiperglicemia (aumento da glicose no sangue).

O tipo de diabetes mais comum nas gestantes é o chamado diabetes gestacional (90% dos casos), o restante são aquelas  que já apresentavam diabetes anteriormente à gestação (10% dos casos) como as diabéticas do  Tipo 1 ou insulino dependentes ou as do Tipo 2. 

A hiperglicemia no momento da concepção até as primeiras semanas de gestação é vista como risco à malformações congênitas e abortos e na fase final da gestação é associada a riscos de prematuridade, mortalidade fetal e neonatal. 

Confira as dicas da Nutricionista:


Procure comer:
- As Frutas Menos doces

-Muitas verduras e legumes (folhas, hortaliças, leguminosas);

-Nozes, castanhas, amêndoas;

-Queijo branco (minas, ricota), leite desnatado;

- Alimentos ricos em Fibras como Pão integral, aveia, biscoitos integrais, germe ou farelo de trigo, fibras em geral;

-Tome bastante água, cerca de 10 a 16 copos por dia.


Procure Evitar:

-Enlatados, condimentos (catchup, mostarda, maionese), comidas gordurosas;

-Refrigerantes (de todos os tipos), refrescos e bebidas industrializadas.

-Bebidas Alcoólicas

- Cigarro

- Açúcar, doces, rapaduras, bolos, alimentos ricos em carboidratos simples (pão branco, batata, mandioca, farinhas).

Essas dicas são importantes mas não deixe de procurar por um Nutricionista!

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO