Orientações Nutricionais na Insuficiência renal


Por Dra. Emanuelle Vieira


O QUE É?

A Insuficiência Renal é caracterizada como uma alteração na função dos rins capaz de fazer com que estes órgãos percam em algum grau a capacidade de excretar as substâncias tóxicas do nosso organismo. Quando não excretadas adequadamente, estas substâncias se acumulam fazendo mal ao organismo. Há ainda retenção de líquido o que gera edema (inchaço).

Na Insuficiência Renal Aguda ocorre uma rápida diminuição da função renal, situação esta que pode durar por algumas horas ou evoluir para uma perda progressiva do funcionamento do órgão.

Já com relação à Insuficiência Renal Crônica ocorre uma perda gradual da função, ou seja, ao longo de anos. Esta perda pode gerar conseqüências sérias a todo o organismo e por isto o tratamento deve começar tão logo ocorra o diagnóstico.

O tratamento da insuficiência renal envolve a participação do médico e de toda uma equipe de saúde, incluindo o nutricionista, já que a alimentação adequada contribui de diversas formas.

COMO DEVE SER O CUIDADO NUTRICIONAL?

O cuidado nutricional deve ser feito por de uma alimentação equilibrada, individualizada. De forma geral, opta-se por uma dieta rica em carboidrato, controlada em proteína e de baixo teor de sal.

O ideal é procurar um nutricionista para o acompanhamento, já que na insuficiência renal o peso do paciente, idade, grau do comprometimento dos rins e equilíbrio bioquímico são fatores que fazem toda a diferença no planejamento do cardápio.

DICAS GERAIS

•Evite alimentos ricos em sódio como embutidos em geral (salsicha, salames, mortadelas) ou carnes processadas, pois sódio em excesso é mais difícil de ser eliminado pelo organismo na Insuficiência Renal;
• Substitua o sal por suco de limão, vinagre ou ervas para realçar o tempero dos alimentos, e para temperos de salada use molhos feitos em casa como os à base de
azeite de oliva;
• Converse com seu médico sobre o limite de água. Caso você precise limitar o consumo, evite excessos de alimentos como por exemplo: leite, chá, café, sopas;

• Informe-se sobre como deve ser a ingestão de alimentos ricos em potássio como banana, mamão, tomate, abóbora, acelga, carne, batata, feijão. Na Insuficiência renal, em muitos casos, o excesso de potássio não pode ser eliminado e pode levar a complicações sérias na atividade muscular, como fraqueza ou cãibras e principalmente para o coração (parada cardíaca);
•Consuma de forma moderada os alimentos ricos em cálcio e fósforo como derivados do leite, carnes, ovos, legumes e a casca dos cereais. Na insuficiência renal, pode acontecer de o fósforo não pode ser eliminado na urina, ficando então acumulado no organismo;
• Você precisa de proteínas. Porém, a quantidade que cada paciente tolera é variável. Ao consumir dê preferência a ovos, peixes, soja, pois a sobrecarga glomerular é menor que das outras carnes;
•Evitar o consumo de chá preto, chá mate e refrigerantes a base de cola.

Lembre-se: uma alimentação saudável e personalizada é fundamental para a qualidade de vida do portador da Insuficiência Renal.

Emanuelle Vieira – nutricionista
Mariana Braga Neves - nutricionista da Nutrício

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO