Como obter uma Alimentação saudável e equilibrada?


por Dra. Flavia Francellino - Nutricionista SP

Com a quantidade generosa, bem como a qualidade de alimentos que temos a nossa disposição, é de concisa razão que optamos em escolher os alimentos que farão parte de nossa alimentação diária. Entretanto, para sanar as dúvidas ou ainda, para fazer- se escolhas mais saudáveis temos à disposição a pirâmide alimentar.

A pirâmide alimentar nada mais é do que a manifestação gráfica da distribuição dos alimentos que deve ser ingerida a nível diário, de forma a melhorar a compreensão de cada individuo. Ela indica o consumo diário de cada grupo de alimentos para que haja uma alimentação nutricionalmente equilibrada e adequada.
Poucos sabem a origem da nossa pirâmide alimentar. Primeiramente, esta foi elaborada por um norte americano em 1992, a fim de que indicasse uma ingestão de alimentos variada, visasse à manutenção do peso ideal, moderasse o consumo de óleos e gorduras, também de sódio, sal e açúcar, e valorizasse o consumo de frutas, legumes e verduras. Ainda assim, esta foi adaptada aos padrões brasileiros exatamente por termos hábitos completamente diferenciados.

Nossa pirâmide é dividida em quatro níveis onde são distribuídos 8 grupos de alimentos. A base representa os alimentos que devem ser consumidos em maiores quantidades, respeitando também a qualidade do alimento, e o grupo pertencente ao topo deve ser consumido com moderação.

Recentemente, os norte americanos propuseram um novo guia alimentar, mais claro e que soa com um tom mais familiar. Trata- se do MyPlate, um prato dividido em quatro porções para frutas, legumes e verduras, grãos e proteínas. Adicionalmente tem- se um copo, representando o grupo de laticínios.

Ainda é cedo para se afirmar que a nossa pirâmide possa sofrer modificações, mas visto que a nova proposta veio em busca de controlar o excessivo ganho de peso da população, e que tais hábitos errôneos, como consumo desenfreado de alimentos açucarados e fast foods já estão empregados em nosso país, é de, no mínimo, a se pensar e pesar a forma a se escolher os alimentos que compõem nossa alimentação, visando optar por escolhas mais conscientes e saudáveis.
Referências: scielo.com e choosemyplate.gov

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO