Disciplina Dieta


DISCIPLINA ALIMENTAR

por Dra. Flavia Francellino - Nutricionista SP

Foi-se a ditadura de comer pouco para pouco engordar. Novos estudos defendem que uma dieta utilizada para o controle de peso deve essencialmente ser composta por um prato cheio. Agora. E sempre. Por um lógico motivo, um prato cheio é um ótimo artifício para se encher os olhos.

Assim sendo, é crucial reforçar a alimentação com alimentos que, sobretudo, contenham uma quantidade considerável de líquidos ou que ainda dependam deste para manter sua funcionalidade. Digo frutas, legumes, verduras e grãos cozidos.
O artifício de aumentar a quantidade de tais alimentos no prato e de ainda se alimentar com um intervalo curto de tempo, diz- se a cada três horas, promove uma saciedade considerada e por consequência, chega- se com menos fome à próxima refeição. Esta ideia tem sido divulgada por uma nutricionista norte americana que recém divulgou seu livro com este assunto, que chegou até à mídia brasileira. Segundo a mesma, o organismo possui sistemas que indicam que você comeu o suficiente e quando deve interromper a alimentação por estar saciado. De fato afirmo: faz parte da fisiologia do controle da fome e saciedade. Esse sistema é encontrado em várias partes do trato gastrointestinal (boca, estômago, intestino...), e está aliado com as sensações que temos graças aos 5 sentidos (6, que seja!). Sim, não há dúvidas: a saciedade começa pelo olhar... Por isso a importância de preferencialmente se alimentar de verduras e legumes antes da refeição/ prato principal.
Além disso, comer mais alimentos nutritivos e em grandes quantidades, além de fornecer minerais e vitaminas imprescritíveis para as funções corporais, obrigatoriamente exige uma mastigação mais minuciosa, o que incentiva ao estímulo do controle da fome e saciedade.
É simples: foi a época de regimes loucos e doentios para provocar o emagrecimento.
Deixo como reforço que o momento da alimentação deve ser prazeroso. Evite se alimentar em frente à TV, pois tal situação é propicia para se perder o controle do que se come e principalmente de quanto se come. Faça a alimentação em ambiente calmo, amigável ou familiar, pois serve até como situação de vigilância!

Se verduras, legumes e verduras forem torturantes na sua alimentação, há várias maneiras de se criar prazer por estes, que são inegavelmente essenciais. Temperos naturais são uma excelente estratégia e frutas acrescentadas em doces, bolos e consumidas em natura como sobremesa também é de grande valia.

Por fim, é essencial o consumo de líquidos (digo água e sucos naturais), pois além de evitar uma possível desidratação, são essências para a vitalidade e para acontecimentos das funções corpóreas.

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO