Estresse e Alimentação


por Dra. Mariana Fantini – Nutricionista SP

Combata a depressão, a ansiedade e o stress com alimentação

Hoje a sociedade exige demais de homens e mulheres que, muitas vezes, sentem os efeitos de toda essa pressão. Mas você pode amenizar esses efeitos através de nossas dicas. Abaixo você verá uma lista com alguns alimentos e suas funções:

Folhas verdes: As substâncias lactucina e lactupicrina atuam como calmantes naturais amenizam a irritação. O folato presente nas folhas ajuda a melhorar sintomas de depressão. O consumo recomendado é de 3 a 5 porções diárias.
Espinafre e brócolis: previnem a depressão. O potássio e ácido fólico ajudam as células a funcionar; o magnésio, o fosfato e às vitaminas A e C e Complexo B garantem o funcionamento do sistema nervoso. 
Leite e iogurte desnatado: O cálcio elimina a tensão e depressão. O consumo recomendado é de 2 a 3 copos por dia.
Peixes, frutos do mar e carnes magras: por causa do zinco e do selênio que agem diretamente no cérebro diminuem o cansaço e a ansiedade. O triptofano que ajuda a produzir serotonina, agente do bom humor, é capaz de reduzir a sensação de dor, diminuir o apetite e relaxar. Consuma de 1 a 2 porções por dia.
Laranja e maçã: relaxam a musculatura do corpo e ajudam a combater o estresse e a fadiga por causa da vitamina C.
Maracujá: suas folhas são calmantes. Agem como analgésicos e relaxantes musculares. 
Melancia, abacate, mamão, banana, limão e mel: são ricas em triptofano que ajuda a produzir serotonina. A serotonina é conhecida como o agente do bom humor, prazer e bem-estar. O consumo recomendado é de 3 a 5 porções por dia. É bom consumir pequenas porções de banana ou abacate (puro sem açúcar ou adoçante) antes de dormir para ter um sono tranquilo. Duas colheres de sopa de mel ao dia são o suficiente.
Castanha-do-Brasil, nozes e amêndoas: ajuda a diminuir o estresse. 2 a 3 unidades ao dia de castanha, 5 unidades de nozes ou 10 a 12 unidades de amêndoas já fornece a quantia diária de selênio recomendada. Ou você pode fazer um mix de todas elas.
Ovos: rico em vitaminas do complexo B, ajuda no bom humor. Pessoas com colesterol alto devem ter cuidado, principalmente, com a opção frita. Uma unidade de 2 a 3 vezes por semana  é o suficiente.
Aveia e centeio: Melhoram o funcionamento do intestino e combatem a ansiedade e a depressão porque são ricos em vitaminas E e do complexo B. Recomenda-se o consumo de 2 a 3 colheres de sopa por dia, pelo menos.
Soja: O magnésio aumenta os níveis de energia, evita a fadiga, combate o stress e tem propriedades calmantes.
            Lembrando que essas são apenas dicas e a alimentação não substitui a orientação e o tratamento do seu médico. Para complementar seu tratamento com uma alimentação saudável e individualizada procure um nutricionista.

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO