Alimentação e Dor de Cabeça


por Dra. Andrea Gonçalves Neves – Nutricionista RS


Os estudos mostram que a cada cinco pessoas, uma delas sofrem de enxaqueca, portanto
sendo um problema comum.
Alguns alimentos e bebidas a base de álcool podem ser os responsáveis pelo aparecimento
de algumas dores de cabeça. O álcool, por exemplo, atua como um dilatador dos vasos,
isto se deve à influência que exerce em certas estruturas cerebrais. Em pessoas com maior
sensibilidade ao álcool, a dor costuma aparecer em torno de 30 a 60 minutos após consumo
da bebida.

Na lista de alimentos agravantes estão, entre outros, chocolate, queijo, frutas cítricas,
frituras e os embutidos (salsichas, presuntos e salames). Em geral, esses alimentos possuem
substâncias que podem interferir na ação dos vasos sanguíneos.
As substâncias são:

TIRAMINA - encontrado em queijos, chocolates, iogurtes, vinagres e bebidas alcóolicas.
A tiramina é um derivado das aminas, substâncias químicas que contribuem para o
funcionamento do cérebro e dos vasos sanguíneos. Podem iniciar o processo de contração
desses vasos, resultando em crises de enxaqueca.

GLUTAMATO MONOSSÓDICO - aditivo colocado nos alimentos para realçar o sabor,
muito usado na cozinha oriental. Essa substância pode levar à liberação de acetilcolina (
neurotransmissor também presente no processo de dor ).

NITRITOS - presente nos embutidos para realçar a cor de salsichas e certos tipos de
carnes. Essa substância também pode contribuir para a dilatação dos vasos.

CAFEÍNA – presente, principalmente no café, refrigerantes, vários tipos de chás e
chocolates. A cafeína tem a propriedade de dilatar alguns vasos do corpo, e contrair os do
cérebro. Supõe-se que seja essa vasoconstrição a responsável pelo alívio de certas dores
de cabeça, mas quando ingerida em altas quantidades, pode provocar crises de abstinência.
Portanto, se a pessoa fica um período sem o efeito da cafeína, é crise na certa. É comum,
por exemplo, esse indivíduo despertar com dor de cabeça, pois o período de sono foi
suficiente para baixar os níveis de cafeína em circulação.

RECOMENDAÇÕES:

- As refeições devem ser feitas com regularidade, seguindo os intervalos de 3/3hs. O
relaxamento também é fundamental;

A alimentação pode causar diversos tipos de dores de cabeça, como:

Alimentos contendo histamina: peixes com espinhos assim como o atum ou cavala.

• Comidas fermentadas: fígado de galinha, queijo envelhecido como o “cheddar”,
vinho tinto, arenque em conserva, chocolate, favas e cerveja contendo tiramina.

• Álcool: champagne e vinho tinto contêm fenol e tiramina; os sulfitos também
podem desencadear reações.

• Cachorro-quente, bacon, presunto, salame: contêm nitrato de sódio e também
podem conter tiramina.

Café, chá e coca-cola: podem causar enxaquecas por abstinência de metil-xantinas
(18 horas após o consumo); esta síndrome é reduzida gradualmente após a retirada.

Chocolate: contém feniletilamina.

Castanhas: algumas contêm vasodilatadores.

Glutamato monossódico (GMS): pode causar a síndrome do restaurante chinês em
pessoas sensíveis, os molhos usados, sobretudo o molho de soja.

Magnésio e cápsula de óleo de peixe são recomendados em alguns casos, sobretudo
para conter o início da reação tão rápido quanto possível.

Evitar alimentos em temperaturas extremas.

Observar a reação-cruzada para alimentos que nunca tenham sido ingeridos antes.

Evitar a comida em conserva pelos indivíduos que são acometidos pela cefaleia.

Estas dicas podem tornar as crises de enxaqueca menos frequentes, pois a cefaleia
está relacionada a diversos estímulos; um deles – a questão alimentar.

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO