Adoçantes durante a gestação


Coluna “Help Dieta” pela Dra. Gabrieli Comachio


ADOÇANTES DURANTE A GESTAÇÃO
                Hoje os adoçantes artificiais são bastante consumidos pelas pessoas com o objetivo de reduzir as calorias da dieta. Entretanto o usar ou não ainda é dúvida para muitos, principalmente quando se está gestante.
O adoçante dietético é produzido a partir de edulcorantes; substâncias naturais (contendo menor quantidade de calorias que o açúcar) ou artificiais (não contendo calorias) responsáveis pelo sabor doce. Quando os adoçantes são ingeridos eles não substituem o açúcar para o nosso cérebro, ou seja, não indicamos aos neuroreceptores cerebrais o consumo de açúcar, portanto, não satisfaz a necessidade do cérebro. Por isso, muitas pessoas tem compulsão por doces.
A Associação Americana de Diabetes, nas suas recomendações de 1995, estabelece que os adoçantes não calóricos possam ser usados com moderação. No entanto, alguns trabalhos orientam que o melhor é não usar adoçante, pelo menos durante o primeiro trimestre, fase de embriogênese.  A recomendação é devida à falta de consenso quanto aos efeitos dos adoçantes sobre o feto.
No caso de adoçantes, reeduque seu paladar para coisas menos doces, uma dica é ficar procurar passar 1 semana evitando açúcares, e depois introduzi-los lentamente, poderá substituir por açúcar mascavo ou doces que ocorrem normalmente na natureza, como frutas bem maduras, mel em quantidades moderadas. A troca é super vantajosa!

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO