Beterraba e suas propriedades medicinais


por Dra. Andrea Gonçalves Neves – Nutricionista RS


Este vegetal possui valiosas propriedades medicinais, graças ao seu
conteúdo de minerais, vitaminas e açúcares; é um laxante suave e neutralizante
dos ácidos, útil na formação de glóbulos vermelhos do sangue (eritrócitos) por seu
rico teor de ferro e cobre, sendo importante ao combate da anemia. A beterraba
contém quantidades significativas de vitamina C, um poderoso antioxidante
natural o que ajuda a limpar o corpo dos radicais livres, um dos motivos para o
desenvolvimento de cânceres. Deve constar na alimentação para todas as idades,
principalmente mulheres grávidas ou que pensam em engravidar, porque contém
os elementos: sódio, potássio, cloro, zinco, silício e ácido fólico, elementos
necessários aos tecidos cerebrais, cuja deficiência retarda o desenvolvimento do
organismo; tem também uma boa quota de manganês que fortalece as glândulas
de secreção internas supra-renais, tireóide, paratireóides, hipófise e pineal,
Regulariza as funções do baço, fígado, derrame de bílis, enfermidades
inflamatórias, febre e tosses; estimula o coração e fortalece o músculo cardíaco;
combate o reumatismo e artrite; e ajuda a controlar as emoções violentas, como o
medo, a raiva e a ira.

O valor nutricional não varia muito da beterraba crua para a cozida, exceto
em conservas preparadas com vinagre caseiro ou industrializadas, o teor de
vitaminas e minerais diminui bastante. O suco cru é um rápido e intenso
construtor das plaquetas sanguíneas; é transportador de oxigênio, estimula e
fortalece o coração. Além disso, o suco cru, tomado logo após as refeições, facilita
a digestão e impede a acidez do estômago. As folhas da beterraba também são
medicinais contra anemias, podendo ser utilizadas em saladas ou ligeiramente
refogadas.

Na hora da seleção, escolha beterrabas lisas e firmes, de preferência
pequenas, que costumam ser novas e macias. Também é importante que as
folhas sejam viçosas, sinal de que o legume está fresco.

A beterraba não possui uma recomendação diária precisa. Indica-se tomar
três cálices do suco ao dia, pelos benefícios acima descritos, exceto diabéticos,
onde seu uso é restrito; nunca consumir em forma de suco.

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO