como saber se está com anorexia

Diagnóstico precoce na Anorexia Nervosa

por Dra. Francielle Arruda Rampelotti – Nutricionista SC



A anorexia (An sem + Órexis apetite) é definida como perda ou ausência de apetite não devendo ser confundida com a Anorexia Nervosa que é um transtorno alimentar em que ocorre recusa constante de alimentos mesmo na presença de fome.

A Anorexia Nervosa (AN) não começa quando se quer perder peso, mas sim, quando sem se dar conta, o indivíduo não consegue fazer nada além de emagrecer, sempre tendo como angústia e pânico o medo mórbido de engordar.

O diagnóstico precoce só é possível se a família ou pessoas próximas estiverem atentas ao comportamento do paciente e intervirem de forma que a avaliação clínica realizada por um profissional experiente no campo dos transtornos alimentares seja feita tão logo identificados alguns sinais e característica da Anorexia Nervosa.

Para tanto, é preciso que cada vez mais esses “sinais e características” sejam divulgados nos meios de comunicação de forma que esse assunto seja desmistificado e que as pessoas possam perceber que a preocupação excessiva com o corpo não é sinal de saúde. Pelo contrário, pode mascarar um problema de grandes proporções.

De acordo com a Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina (2011) a AN é caracterizada por extrema perda de peso, distorção de imagem corporal e por um medo exagerado de ganhar peso, também conhecido como fobia de peso. É comum também a associação com traços obsessivos e perfeccionistas.

Além das características já citadas acima, para facilitar o diagnóstico precoce a família também deve ficar atenta se o paciente apresentar algumas das características abaixo:

Preocupação excessiva com o ganho de peso;
§  Recusa alimentar,comer seletivo ou restritivo;
§  Disfagia funcional (medo de engolir, de engasgar);
§  Dificuldade de expressar sentimentos, Introversão;
§  Evita comer com os outros, prefere fazer refeições sozinho;
§  Idas ao banheiro logo após as refeições;
§  Utilização de roupas largas, calças e mangas longas (mesmo no verão) para esconder o corpo;
§  Grande conhecimento sobre nutrição (alimentos, calorias...);
§  Prática de atividade física abusiva/exagerada;
§  Alterações no ciclo menstrual.

Além disso, é preciso lembrar que algumas pessoas estão mais suscetíveis a desenvolver AN e merecem atenção redobrada. Dentre os grupos de risco podemos citar: mulheres, adolescentes bailarinos, ginastas, modelos, atrizes, estudantes de nutrição/nutricionistas, estudantes de Ed. Física/educadores físicos.

Dado a observação desses sintomas, cabe aos familiares desse paciente, encaminha-lo para os profissionais da saúde, para que esses possam efetivar o diagnóstico e direcionar o paciente para o tratamento adequado.

Referência: Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina. Projeto 
Diretrizes. Anorexia Nervosa: Diagnóstico e Prognóstico. 2011. Disponível em: http://www.projetodiretrizes.org.br/diretrizes11/anorexia_nervosa_diagnostico_e_prognostico.pdf

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO