Orientações Nutricionais OBESIDADE



Andressa Lanza – Acadêmica de nutrição URI/RS
Juliana Gonçalves


  • Comer devagar, mastigando bem os alimentos;
  • Ingerir bastante líquidos em torno de 2 litros por dia, não durante as refeições, e sim de 30 a 60 minutos antes ou após, pois pode causar um desconforto abdominal;
  • Fazer de 5 a 6 refeições diárias, evitando longo períodos sem alimentar-se, no máximo de 3 em 3 horas;
  • Determinar os horários das refeições, para evitar “beliscos a toda hora";
  • Não comer vendo TV ou realizando outra atividade, pois diminui a capacidade de registrar o que se está ingerindo;
  • Incluir no seu cardápio diário alimentos variados, pois quanto mais variada a alimentação, menor o risco de faltar algum nutriente; quanto mais colorida, melhor;
  • Utilizar pouco sal; o sal em excesso prejudica os rins e o coração;
  • Evitar frituras, refrigerantes, maionese, ketchup, bolos, doces, queijos amarelados (contém mais gordura), toucinho, nata, alimentos industrializados, embutidos e condimentados;
  • Preferir métodos de cocção mais saudáveis, com pouca ou nenhuma gordura, como cozido, assado, grelhado;
  • Retirar a gordura visível das carnes e a pele de aves;
  • Preferir leite desnatado, queijos mais brancos;
  • Aumentar o consumo de cereais integrais, pois são ricos em fibras, que auxiliam na maior saciedade e no transito intestinal. Ex: arroz integral, pão integral, frutas com casca, verduras se possível cruas;
  • Praticar exercícios físicos com orientação de um profissional da área, para manter ou aumentar a massa magra e permitir que a redução de peso se dê à custa da massa gorda.

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO