Pimenta


Dra Priscila Walker - Nutricionista BA                                                                                                

“A pimenta é capaz de despertar amor e ódio nas pessoas com apenas uma simples pitada.”

Pimenta é o nome dado a diversos condimentos que provocam a sensação de ardência ao serem ingeridos. As principais denominações são a sementes como pimenta do reino, frutos de solanáceas (pimentas em geral), frutos de plantas do gênero pimenta (como pimenta da Jamaica), frutos da aroeira (pimenta rosa).

Os principais constituintes da pimenta são a piperina (presente na pimenta do reino) e capsaicina (presente nas outras pimentas). Agem como antiinflamatória, antiinfertilidade, estimuladora da endorfina que dá a sensação de bem estar, tem caráter analgésico, vasodilatador. Alimento rico em vitaminas A, C, E, ácido fólico, caroteno, cálcio, ferro, zinco e potássio. É contra indicada em casos de hipertensão e problemas gastrointestinais como gastrite,  úlcera, hemorróidas, fissuras ou lesões no estômago.

            As principais pimentas consumidas são: pimenta do reino (Piper nigrum); pimenta dedo de moça (Capsicum frutescens); pimenta rosa que é o bago seco da aroeira (Schinus terebenthifolius); pimenta cumari; pimenta cumari do Pará; pimenta de cheiro (Capsicum chinese); pimenta de bico ou biquinho; pimenta chilli; pimenta de caiena (Capsicum baccatu).

O grau de ardor é medido através da Escala de Scoville, processo científico que se baseia na dissolução da pimenta e seu princípio ativo. Quanto maior o valor, mais substância apresenta ardor.

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO