Dieta na Hepatite


por Dra Ana Cláudia Silva – Nutricionista MG

A hepatite é uma inflamação do fígado que pode ser causada por vírus, reação a substâncias como álcool e medicamentos ou ainda, por doenças autoimunes.

Como o fígado é um órgão muito importante para o metabolismo dos nutrientes, alguns cuidados com a alimentação são importantes para o tratamento. As recomendações nutricionais são para uma alimentação saudável, necessária para todas as pessoas.
A Pirâmide dos Alimentos pode ajudar na escolha da alimentação. Lembre-se os alimentos de todos os grupos devem fazer parte da sua alimentação para evitar as carências nutricionais, porém o consumo deve ocorrer com moderação.
Se você possui complicações ou outras doenças além da Hepatite é interessante buscar uma orientação nutricional individualizada.
O ideal é que o paciente com hepatite identifique os alimentos que lhe causem desconforto e procure orientação para substituí-los. Essa identificação pode ser feita com o diário alimentar, um caderno onde o paciente anota os alimentos que consumiu e o que lhe causaram. Por exemplo: no almoço você comeu estrogonofe, mas percebeu que essa preparação lhe causou desconfortos e náuseas. Isso pode ter acontecido pela presença do creme de leite na receita, que é um alimento rico em gorduras. Não significa que deverá abandonar o consumo de carnes, mas deverá investir em opções mais leves como a carne cozida com vegetais.
Algumas orientações importantes:
  • Faça refeições leves, com volumes menores e mais frequentes; se possível faça de cinco a seis refeições por dia.
  • Evite consumir excesso de alimentos como: bolos com recheios e coberturas, balas, chocolates, sorvetes e doces em geral.
  • Sempre prefira os alimentos grelhados, cozidos ou assados; carnes magras e leite e derivados desnatados.
  • Evite as frituras, as refeições gordurosas e diminua o óleo utilizado para preparar as refeições.
  • Líquidos durante as refeições devem ser evitados para não piorar desconfortos como náuseas.
  • Reduza o consumo de sal, experimente o limão e ervas aromáticas, como manjericão, orégano e cheiro verde, para temperar os alimentos.
A Hepatite A e E são transmitidas por contaminação fecal de alimentos ou água. Portanto, praticar uma boa higiene de alimentos é fundamental para a prevenção de novos casos. Recomenda-se lavar bem verduras e frutas e beber somente água filtrada ou fervida.

Referências:
BRASIL. Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica - n.º 18: HIV/AIDS, hepatites e outras DST. Brasília, 2006.
MINAS GERAIS. Guia Estadual de Orientações Técnicas das Hepatites Virais. 2.ed. Belo Horizonte, 2007.

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO