Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2012

Comida Típica - Rio de Janeiro

Comida Carioca Os pratos típicos cariocas, sofreram influência da colonização portuguesa estão sumindo dos nossos restaurantes. Infelizmente. O fast food, cardápios europeus e orientais são facilmente encontrados no Rio. No entanto, o gosto das nossas tradições lusas, das receitas dos nossos antepassados estão sumidos.Como é difícil encontrar uma boa  rabada, língua ensopada, bife de fígado, sardinhas fritas, ensopadinhos, picadinhos, dobradinha, mocotó, bife de panela,...   Nada contra  kebabs, temakis, yaki, wok (sobas) , hots, shakes, burguers,  e outras diversas opções. Mas perde-se a tradição dos sabores de 445 anos de história. Sabores nos dias de hoje muito escassos, principalmente pela morte de estabelecimentos centenários, como um   Penafiel -  e sua deliciosa gastronomia portuguesa - que não se sustentaram aos modismos. Atualmente, estão querendo tombar a culinária francesa como Patrimônio Imaterial da Humanidade. E com razão, pois as tradições dos paladar

Dia do Cacau 26 de Março

Por Deise Barcellos   deisedbarcellos@yahoo.com.br   Dia 26 de março é o Dia do Cacau, veja o que o Nutricionista informa para você   Nome científico: Theobroma cacao   É nativo do méxico e da região amazônica, desde o rio Amazonas até o rio Orinoco. Quando os espanhóis chegaram na América, os Astecas e os Incas tinham seu Quatzalgault, deus da agricultura. Acreditavam ser este o responsável pelos ensinamentos do plantio e uso do cacau. No Brasil, os índios preparavam uma bebida fermentada com o cacau. Em 1746, foi introduzido no Brasil, especificamente na Bahia, Maranhão e Pernambuco, onde os “coronéis” proprietários de ricas e enormes fazendas aproveitavam a mão-de-obra barata dos escravos e ex-escravos (após a libertação) para tornarem-se suficientes na produção e comercialização. O cacau tornou-se moeda e símbolo de riqueza, poder e estatus. Foi alvo de contrabando e pirataria dos navegantes holandeses. Foram os espanhóis, no séc. XVII, que conseguiram o mon

Orientações Intolerância a Lactose

por  Dra. Edlayne Gomes - Nutricionista Piauí O leite costuma ser chamado de alimento perfeito. Mas cerca de 50 milhões de adultos nos EUA discordam. Eles sofrem de intolerância à lactose e, para eles, beber leite ou comer seus derivados cria gases, estufa o abdome e dá cãibras. A lactose é o açúcar do leite e uma enzima chamada lactase costuma ser a responsável por quebrar a lactose no seu aparelho digestivo depois que você consome leite ou qualquer de seus derivados.  Algumas pessoas, contudo, não produzem a enzima lactase em quantidade suficiente para digerir a lactose que consomem. Elas podem ter deficiência dessa enzima.  Dependendo do grau de deficiência, consumir laticínios, tais como sorvete ou queijo cottage, pode disparar surtos de náusea, cãibras, isensação de estufamento, gases ou diarréia, normalmente cerca de 30 minutos depois. NESTE CASO a dieta deve ser isenta ou controlada em lactose, ou seja, em alguns indivíduos pode haver tolerância de até 1

Hipotireoidismo Dieta

por  Dra Ana Cláudia Silva – Nutricionista MG O Hipotireoidismo caracteriza-se por uma baixa função da glândula tireóide, tendo como causa  doença auto-imune, cirurgias (redução do tecido tireoidiano) ou devido a doença hipotalâmica ou hipofisária.   A consequência é a quantidade insuficiente de hormônios favorecendo o aparecimento de sintomas como:   pele seca, ganho de peso, constipação intestinal, fadiga, intolerância ao frio, sonolência excessiva entre  outras manifestações. O tratamento medicamentoso deve ser avaliado pelo médico e é de grande importância para  o controle da doença e melhor resultado das orientações nutricionais. A levotiroxina, medicamento  comumente prescrito pelos médicos, deve ser tomada em jejum. Portanto, atenção para adequar o horário  da medicação! Algumas vezes ouvimos relatos de pacientes com hipotireoidismo “justificando” que o excesso de peso deve-se aos problemas com a tireoide. Porém, isso não deve ser uma desculpa para deixar os

Como Guardar Alimentos Acondicionamento

Dra. Evelin Ligabue da Silva – Nutricionista RS Após inúmeras discussões sobre o assunto, resolvi escrever o primeiro artigo sobre o acondicionamento de alimentos. Com as altas temperaturas que estamos enfrentando, o cuidado com os alimentos deve ser redobrado. Basta apenas um descuido para que o produto que acabou de sair do supermercado, se torne impróprio para o consumo. Não foram poucos os casos de pessoas que, ao chegar em casa, perceberam que a data de fabricação do alimento correspondia ao dia seguinte. Alguns supermercados remarcam os seus produtos para que os consumidores acreditem estar adquirindo um alimento “fresquinho”, quando na verdade o produto já está por vencer. Muita atenção aos rótulos! Em primeiro lugar, verifique as datas de fabricação e validade dos produtos, e confira os carimbos de Inspeção Federal, Estadual ou Municipal nos produtos de origem animal. Observe se as propriedades organolépticas do produto como a cor, odor e textura correspondem às ca

Dicas para Consumir Soja

Dra. Judith Godoy Moreira Pereira – Nutricionista MG Ainda não tão comum no prato dos brasileiros, a soja é uma leguminosa FUNCIONAL, de ALTO VALOR NUTRITIVO.  Após conhecermos os benefícios da soja, você se sentirá motivado a adotar esse hábito de consumi-la, confira: Além de conter aminoácidos essenciais, é fonte de vitaminas, sais minerais e fibras. Os principais compostos minerais são: potássio, sódio, cálcio, magnésio, enxofre e fósforo. Já as vitaminas hidrossolúveis encontradas na soja são: riboflavina, niacina, biotina, ácido fólico, inositol e colina. As vitaminas lipossolúveis são as vitaminas A e E.  Além dos benefícios já mencionados, a soja possui as ISOFLAVONAS (FITOESTRÓGENOS), neutralizam os radicais livres estes prejudiciais à saúde, pois se relacionam com: ENVELHECIMENTO, CÂNCER, E DOENÇAS CARDIOVASCULARES.  Os fitoestrógenos atuam na PREVENÇÃO DO CÂNCER DE COLO, PRÓSTATA, MAMA, EFEITOS PRÉ E PÓS MENOPAUSA, OSTEOPOROSE, DOENÇAS VAS

Macarrão Tradicional e o Macarrão Instantâneo

Dra. Francielle Arruda Rampelotti – Nutricionista SC Inventado em 1958, o macarrão instantâneo foi uma das principais  invenções japonesas do pós-guerra, tendo recebido o título de maior invenção  nacional do século 20 naquele país, seguida pelo karaokê e pelo Walkman. Atualmente, com a falta de tempo para cozinhar, o macarrão instantâneo  se tornou um alimento bastante popular entre muitas pessoas também no  mundo ocidental, principalmente devido a facilidade no preparo aliada ao baixo  custo. No entanto, tamanha praticidade pode esconder uma série riscos a  saúde. É o que demonstram algumas pesquisas realizadas recentemente pela  ANVISA e pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor PROTESTE.  Basicamente, a diferença entre o macarrão instantâneo e o macarrão  tradicional está no processo de fabricação para a retirada da umidade da   massa. De acordo com a RDC nº 14, de 21 de fevereiro de 2000, o macarrão  tradicional apresenta um teor de umidade entre 13