Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

Dieta Radical visão da Nutricionista

Por Dra. Deise Dantas Barcellos
Passar uma semana a abacaxi, suco, sopa ou ovo e presunto, de fato, emagrece.  Mas como qualquer gordinho sabe muito bem, emagrecer não é o problema.  Difícil, mesmo é manter o peso estável quando se volta a comer normalmente.  E, já que ninguém vai passar o resto da vida se alimentando de abacaxi e suco, e sopa no almoço e no jantar, está formada a confusão.  Pior: com as dietas radicais, inicia-se um ciclo vicioso do engorda-emagrece (efeito sanfona) que, segundo os especialistas, é pior do que os quilinhos a mais.  Mais grave, as dietas radicais podem ser um gatilho para transtornos alimentares sérios, como a bulimia e a anorexia, doenças psiquiátricas que respectivamente atingem 1% e 4,5% da população mundial, em particular as mulheres jovens.  Para não falar da fome oculta, deficiência grave de oligoelementos, sobretudo do complexo B e da vitamina C, que, a longo prazo, pode causar doenças degenerativas, como alteração do batimento card…

Alimentos Funcionais

Por Dra. Viviane Souza Silva - Nutricionista SPAlimentos funcionais são aqueles que produzem efeitos benéficos para a saúde e funcionamento do organismo através da atuação de um ou mais nutrientes.
Suas propriedades funcionais relacionadas à saúde podem ser provenientes de constituintes normais desses alimentos como no caso das fibras e dos antioxidantes, presentes em frutas, verduras, legumes e cereais integrais.O consumo destes alimentos deve ser regular a fim de que seus benefícios sejam alcançados. Outra dica é substituir em parte o consumo de carne bovina, embutidos e outros produtos à base deste por peixes ricos em ômega 3. Entretanto deve-se levar em consideração, que a capacidade desses alimentos de influenciar a saúde humana depende também de vários outros fatores, como interações com outros componentes da dieta, da biodisponibilidade e da quantidade consumida, do estado físico, fatores comportamental e genética do indivíduo. Esses alimentos somente funcionam quando fazem part…

Mulher atleta e a disfunção endotelial

Por Dra Rita de Cassia Sales Coutinho Caputi – Nutricionista RJ

Nos últimos 30 anos, o panorama do atletismo feminino mudou dramaticamente, com um aumento de 15 para 44%, até 2009, no número de atletas femininas. As mulheres conquistaram não somente oportunidade de competir em esportes nos níveis mais elevados, assim como alto-estima e confiança aumentadas, além da chance de reduzidos uso de drogas e gravidez na adolescência. As mulheres estão desafiando os homens inclusive em termos de poder aquisitivo.Apesar disso, ainda há diferenças entre os sexos feminino e masculino. Fisiologicamente, as mulheres têm menor oferta de oxigênio em relação aos homens, porque elas possuem corações anatomicamente menores, débito cardíaco, níveis de hemoglobina e pulmões menores, tendo então menor capacidade vital. Biomecanicamente, possuem em geral, pelve maior que os homens, havendo uma maior anteversão femoral (inclinação do fêmur para a frente do eixo vertical) e joelho valgo (pernas arqueadas) nas …

Acabe com a Retenção de Líquidos!

Dra Michelle Emily E. Santana – Nutricionista MG




Quase todo mundo já passou pela seguinte situação: pesou-se pela manhã e estava tudo bem... pesou-se à noite, no mesmo dia, e ganhou uns quilinhos! Sabe o que aconteceu? Retenção de líquidos!

O inchaço proporcionado pela água retida é muito comum e torna-se ainda mais intenso quando o consumo de sódio é excessivo, nos dias que antecedem a menstruação e durante o uso de medicamentos a base de corticóides.

Esteticamente, a retenção hídrica não é nada agradável: além de dar a impressão de ganho de peso, acentua a celulite! O bom é que, mais uma vez, a alimentação pode ser sua aliada!

Alimentos a Serem Evitados:
Sal de adição – retirar o saleiro da mesa e preparar comidas menos salgadas
Embutidos – salsichas, presuntos, lingüiças, mortadelas
Caldos concentrados industrializados
Sopas industrializadas em pó
Enlatados e conservas
Glutamato monossódico (realçador de sabor)
Salgadinhos de pacote, tipo snack
Queijos duros e amarelos – mussarela, parmesão, p…

A Importância de se mastigar bem os alimentos

por Dra. Francis Moura Santos – Nutricionista BA

Com o tempo de almoço cada vez mais reduzido, é cada vez mais comum encontrar pessoas que, literalmente, “engolem” a sua refeição, sem nem se preocupar em mastigar bem o alimento antes de ingerir. Mas por que mastigar bem os alimentos é importante? Além do fato de nosso estômago não possuir dentes, a digestão do alimento se inicia na boca, onde as glândulas salivares produzem enzimas que são responsáveis por dar início ao processo digestivo, como a amilase que começa a digestão do amido e a lipase, que realiza uma pequena parte da digestão de gorduras. Nosso organismo produz cerca de 1,5L de saliva por dia. A mastigação não somente ativa a salivação, como também é responsável por triturar o alimento. Quanto menor os alimentos estiverem, melhor será a digestão e absorção de seus nutrientes pelo intestino. Uma mastigação apropriada fornece ao nosso organismo o tempo necessário para liberar hormônios e sinalizadores que promovem uma maior s…

Aprenda A Montar Seu Cardápio Saudável

Por Dra। Adriele Barcelos – Nutricionista MG


Em meio a tanta correria do dia-a-dia geralmente os cardápios são monótonos e não há planejamento das refeições. Na prática clínica observamos que uma das refeições mais afetadas é o café da manhã que na grande maioria das vezes é composto por apenas um pãozinho francês com um café preto ou nem isso.
Para quem deseja desfrutar dos alimentos de forma variada e saudável segue algumas dicas na hora de compor o cardápio para ter mais disposição durante todo o seu dia.

Café da manhã
 A primeira escolha deve ser a fruta. Coloque pelo menos duas opções diferentes nesta refeição;
 Substitua o pão francês do dia-dia por: pão integral ou prepare um mix de cereais integrais: aveia em flocos, flocos de centeio, flocos de milho, farelo de arroz, farelo de aveia, quinua em flocos, granola, tapioca;
 Colocar outros alimentos à mesa, como: mel, geléias naturais, tahine(pasta de gergelim), homus(pasta de grão de bico);
 Substituir o café por chás de ervas nat…