Pular para o conteúdo principal

Intolerância à Lactose - leite é o inimigo nº 1 da dieta

Para algumas pessoas, o leite é o inimigo nº 1 da dieta.



As guloseimas como sorvete, milkshake e queijo estão na lista negra. Em casos mais graves, nem mesmo bolos e tortas que contenham leite na receita podem ser consumidos. Surtos de náuseas, cãibras, sensação de estufamento, gases e diarreia são alguns sintomas provocados pela ingestão, normalmente cerca de 30 minutos após o consumo.



O problema tem origem na deficiência de uma enzima chamada lactase, responsável por quebrar a lactose (o açúcar do leite) no aparelho digestivo. "Estima-se que 10% da população branca apresenta uma deficiência de lactase. Na população negra e asiática, o índice pode ser maior que 30%", diz Elisabete Almeida, diretora do departamento de Educação Médica para Leigos da Associação Paulista de Medicina (APM).



Quando a deficiência de lactase não é tão expressiva, a pessoa pode consumir alguns tipos de laticínios, mas em quantidade controlada.



Para ajudar a lidar com os efeitos desagradáveis da intolerância à lactose, existem opções como o leite tratado, que não contém lactose, e o de soja. Há também suplementos de enzima lactase, disponíveis em drágeas ou tabletes mastigáveis, que devem ser ingeridos junto com os laticínios. Outra opção são as gotas de enzima lactase, que devem ser adicionadas ao leite 24 horas antes do consumo. Porém, mesmo com esses recursos, é preciso controlar a quantidade a dieta.



Quem não segue o tratamento corre o risco de ter deficiência de vitaminas, minerais e ácidos graxos essenciais, perdidos devido à diarréia prolongada. A desnutrição causa um enfraquecimento das defesas do organismo, abrindo campo para o surgimento de várias infecções.



"O início da minha mudança de hábitos alimentares foi bastante difícil, até porque eu tenho uma relação de paixão pela culinária", conta empresária Luciane Baldo de Oliveira, 39 anos, intolerante à lactose. Para ter uma vida saudável sem abrir mão do prazer, ela passou a pesquisar alimentos que poderiam substituir o leite em sua dieta, o que resultou na criação do site http://www.semlactose.com/.



Fonte: http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultnot/2009/07/13/ult4477u1847.jhtm



Leites sem lactose:


Receita de Leite de Sementes e Grãos: http://www.saudeereceitas.blogspot.com

Comentários

Olá Kilza, gostaria de agradecer o seu apoio ao movimento Espalhe Uma Vida Melhor. É bom poder contar com blogs que se comprometem em oferecer informações sobre saúde para seus leitores.
O seu apoio é mais do que importante.
Obrigada pela participação.
Ajude-nos a divulgar também através de um post sobre o movimento.
O link do seu blog ja está na página do movimento como um grande colaborador.

http://www.bancodesaude.com.br/espalhe-uma-vida-melhor

Um grande abraço.
Kilza Miranda disse…
Estou sempre acompanho o site Banco de Saúde, podemos fazer excelentes parcerias!

Abraços e Obrigada!

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal quais são os alimentos constipantes e laxantes?

Dra. Judith Godoy Moreira Pereira – Nutricionista MG

Alimentos laxantes indicados para quem apresenta constipação: abacate, abacaxi, abobrinha, acelga, agrião, alface, ameixa-preta e amarela, avelã, berinjela, bertalha, brócolis, compotas, castanha-do-pará, cenoura crua, cereais integrais, chicória, couve, creme de leite, embutidos, farinha de aveia, aveia em flocos, figo, fubá, frutas oleaginosas, frutas secas, geléia, gema de ovo, grão-de-bico, jaca, kiwi, laranja, lentilha, mamão, manga, morango, quiabo, tangerina, uva, vagem, inhame.
Na constipação utilizar alimentos crus e folhas nas saladas. Farelos de trigo, farelo de arroz ou outra fibra integral natural, podem ser adicionados às refeições para aumentar o aporte de fibras totais da dieta.

Alimentos constipantes indicados na diarréia: Amido de milho, batata-inglesa, banana-prata, banana-maçã, cream cracker, cará, caju, cenoura cozida, cevada, chá-preto, creme de arroz, fécula de batata, goiaba, limonada, maçã, maisena, farinha de a…

Dicas Nutricionais para Ganho de Peso em Crianças

O baixo peso apresenta risco de desenvolvimento insatisfatório, o seu crescimento e o processo de aprendizagem podem ficar prejudicados, temporariamente ou definitivamente, vai depender da gravidade e do período em que a criança permanecer com peso baixo. Por isso, é importante buscar alternativas que recuperem o estado nutricional da criança o mais rápido possível:
* Separe a refeição em um prato individual para se ter certeza do quanto à criança está realmente ingerindo; * Esteja presente junto às refeições mesmo que a criança já coma sozinha, você poderá ajudá-la se necessário; * Não apresse a criança, é necessário ter paciência e bom humor; * Alimente a criança tão logo ela demonstre fome. Se a criança esperar muito ela perde o apetite; * Não force a criança a comer, isso aumenta o estresse e diminui ainda mais o apetite. As refeições devem ser tranqüilas e felizes; * Acrescente Azeite de Oliva Extra Virgem nas refeições para aumentar o valor calórico da dieta: para crianças menores de …

Orientações Nutricionais para uma Vida Saudável

1-Mastigue bem os alimentos, comendo devagar para facilitar a digestão e saborear os alimentos;

2-Procure fazer as refeições em lugar tranqüilo, evitando outro tipo de atividade enquanto se alimenta, como por exemplo, assistir TV;

3-Fazer em torno de 5 a 6 refeições diárias, evitando longos períodos de jejum (ficar mais do que 4 horas sem se alimentar);

4-Ingerir em torno de 3 litros de líquidos durante o dia, água, sucos, chás, pois auxilia no funcionamento do intestino, transporte dos nutrientes e excreção das substâncias tóxicas;

5-Evite a ingestão de líquidos durante as refeições, pois dificulta a digestão, absorção e utilização dos nutrientes, o ideal é ingerir líquidos 30 min. antes ou 1 hora depois das grandes refeições (almoço e jantar);

6-Dar preferência para as preparações com menor teor de gorduras evitando assim o consumo de toucinho, bacon, torresmo, banha, margarina, manteiga e maionese. Veja a receita da Maionese de Soja, bem mais saudável!

7-Não reutilize o óleo de fritura, …