O que são as isoflavonas?


 As isoflavonas são compostos fenólicos presentes em grãos de soja e seus produtos derivados, como a farinha (kinako), o tofu (queijo de soja), o extrato solúvel ("leite de soja"), a proteína texturizada (PTS ou "carne" de soja), o missô, dentre outros. Sua funções têm sido associadas como benéficas para a saúde humana, devido às suas atividades anticarcinogênica, antioxidante, antifúngica, de redução da perda de massa óssea e colesterol sérico, além de sua propriedade estrogênica. O caráter estrogênico é atribuído ao fato de a estrutura química de seus componentes bioativos ser parecida com o hormônio feminino, o estradiol, que se encaixa com os receptores de estrógeno. Sendo assim, seus componentes são chamados de fitoestrógenos.


Os componentes das isoflavonas compreendem as formas estruturais não-conjugadas daidzeína, genisteína e gliciteína; a forma glicosilada, como a daidzina, genistina e glicitina; formas acetilglicosiladas (acetildaidzina, acetilgenistina e acetilglicitina); e as formas malonilglicosiladas (malonildaidzina, malonilgenistina e malonilglicitina).

A concentração de isoflavonas nos grãos de soja é influenciada por fatores genéticos, locais de plantio, condições climáticas, sendo a temperatura durante o desenvolvimento do grão o fator mais importante. Na maioria dos alimentos à base de soja, o teor de isoflavonas varia de 100 a 300 mg até 100 g.


Receitas: Pastel de Soja * Maionese de Soja * Vitamina de Soja


Bibliografia (s)



Góes-Favoni SP, Beleia ADP, Carrão-Panizzi MC, et al. Isoflavones in commercial soy foods. Ciênc Tecnol Aliment. 2004;24(4):582-586. Disponível em:





Ferrari RA, Demiate IM. Isoflavonas de soja. Biological and Health Science. 2001;7(1):39-46. Disponível em: http://www.uepg.br/propesp/publicatio/bio/2001/03.pdf. Acessado em 22/06/06.



Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Embrapa soja. Soja na alimentação. Disponível em:





Park YK, Aguiar CL, Alencar SM, et al. Conversion of malonyl-beta-glycoside isoflavones into glycoside isoflavones in brazilian soybeans. Ciênc Tecnol Aliment. 2002;22(2):130-135. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612002000200005. Acessado em 22/06/06.

Fonte: Nutritotal
Imagem: Cambare 

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO