Colite Ulcerativa – Recomendações Nutricionais

Por Marcella Santos



A Colite Ulcerativa é uma doença inflamatória intestinal delimitada à mucosa do cólon (intestino grosso), que ocorre de forma contínua no mesmo e cuja manifestação mais comum associada é a diarréia sanguinolenta.

Na avaliação nutricional de pacientes portadores de Colite Ulcerativa é importante verificar a ocorrência de perda de peso (que pode estar mascarada pelo uso de corticóides, que levam à retenção hídrica), hipoalbuminemia, anemia, falta de vitaminas e minerais (ferro, ácido fólico, vitamina B 12, cálcio) e deficiência no crescimento em crianças.

O tratamento deverá ser divido em fase aguda e de recuperação sendo o acompanhamento nutricional indispensável. A dieta deverá assim corrigir o desequilíbrio hidroeletrolítico, corrigir anemia através proteína, ferro e vitamina C, evitar irritação do intestino reduzindo o teor de fibras e corrigir as deficiências de micronutrientes causadas pela interação droga-nutriente.

Algumas recomendações são:

Preferir:
Fracionamento das refeições; alimentos fonte de fibras solúveis como arroz, cenoura cozida, banana-prata; carnes brancas como frango sem pele.

Evitar:
 Doces concentrados, chocolate; alimentos refinados como pão branco;
 Cascas de frutas, farelo de trigo, aveia em flocos (para auxiliar no controle da diarréia);
Café, chá-mate/preto, refrigerantes, cerveja;
Alho-poró, pimenta, curry (irritantes intestinais);
Repolho, brócolis, pimentão, batata-doce, couve-flor, ovo (alimentos flatulentos);
Manteiga, leite de vaca, creme de leite;
Alimentos gordurosos.

Conte sempre com um profissional nutricionista mais próximo de você, ele poderá auxiliá-lo através de uma alimentação adequada na minimização de sintomas e a evitar a ocorrência de crises (recidiva da doença), possibilitando assim se ter uma vida normal e produtiva.

1 comentários:

Anônimo disse...

com estas informações ajudar a quem busca ter uma qualidade de vida satisfatória. Embora se saiba que a doença não tem cura e o tratamento clínico da retocolite ulcerativa não deva ser descartado, principalmente com corticóides, imunossupressores e antibióticos como a sulfassalazina, mesalazina, etc, descobri uma forma caseira que está dando certo (pelo menos comigo) que sou portador da doeça há 22 anos.Tenho 46 anos e já tive várias recorrências da doença nesse período e sofri muito para chegar ao diagnóstico correto. Respondo bem à sulfassalazina (Azulfin) sem nenhum efeito colateral desconfortável. Acho que além de todas as teorias a respeito da doença terem algum fundamento, também incluo aqui o fator genético, já que minha mãe faleceu de câncer colorretal metastático (ovariano e peritoneal) e teve a doença algumas vezes. Meu pai conta que minha avó (portuguesa) que não conheci também tinha problemas intestinais graves e que na época tomava um medicamento granulado que não soube dizer qual era. Estou tomando há 17 dias um preparado à base de suco de beterraba cozida em panela de ferro com uma mistura de chá de malva. O gosto (e o cheiro) não são nada agradáveis, mas os efeitos já apareceram. A doença surgiu recetemente de forma leve, mas com os mesmo sintomas de sempe: desconforto abdominal, cólicas leves e perda da mucosa intestinal, com leve sangramento. Algumas crises de "corrida" ao banheiro também ocorreram, pois o trato intestinal se desregula totalmente e as evacuações se tornam "sedimentadas" e imediatas. A receita é a seguinte:

Compre com frequencia bastante beterraba e chá de malva, pois ele deve ser preparado aos poucos para não perder os nutrientes. A quantidade desta receita dá apenas para um dia e após o cozimento, o restante deve ser armasenado em geladeira.

250 gramas de beterraba picada em cubos e cozida numa panela de ferro com 1 litro de água por 6 minutos contados após a água começar a ferver. Depois adicione meia xícara de chá de malva nessa mesma água e mexa levemente deixando cozer por mais 6 minutos em fogo baixo. Espere amornar e moa no mix, depois coe. Esprema no coador com uma colher até retirar todo o suco e sobrar uma massa. A descarte. Beba (religiosamente) 4 xícaras desse suco (uma a cada 6 horas) durante 30 dias. Estou muito satisfeito com esta dica que obtive na internet, apenas faltou a proporção certa dos ingredientes, o que resolvi fazer dessa forma. Não sei se para casos graves funciona, mas comigo está resolvendo. Espero contribuir, com isto, de alguma forma, para ajudar quem precisa! Boa sorte!

15/5/12

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO