Pular para o conteúdo principal

Gergelim, semente nutritiva




Por Cristiane Silva


As sementes do gergelim são consideradas muito nutritivas, pois são ricas em proteínas e carboidratos. Além disso, possuem um alto teor de cálcio, fósforo e ferro. Mas seu maior atrativo é em relação a quantidade de vitaminas que ela possui, principalmente a  E , cujo maior benefício é ser um potente antioxidante, ou seja, atua no combate de radicais livres, que são os maiores causadores de doenças e aceleração do processo de envelhecimento. Também é uma importante fonte de vitaminas do complexo B, em especial a Niacina, importante no metabolismo de energia e no crescimento e na síntese de ácidos graxos, DNA e vitaminas.

O gergelim é uma planta da família das pedaliáceas, seus frutos contêm sementes de múltiplos usos na culinária e em rituais religiosos desde a Antiguidade, principalmente na Ásia e Oriente Médio. Acredita-se que, durante o período de colonização os portugueses trouxeram as primeiras mudas dessa planta para o Brasil.

Inúmeras receitas de pães, biscoitos, balas e doces utilizam as sementes de gergelim por causa de seu sabor característico. A partir da prensagem das sementes, obtêm-se um creme chamado de tahine largamente utilizado na culinária do Oriente Médio. Um processo semelhante é responsável pela produção do óleo de gergelim, que segundo estudos  pode ser útil ao combate do reumatismo

Quando se torra e prensa suavemente as sementes junto com o sal produz-se o gersal, um complemento alimentar muito comum entre os adeptos do vegetarianismo e da macrobiótica devido ao seu alto valor protéico. Essas mesmas pessoas costumam misturar o tahine com o missô (pasta de soja) e passá-lo no pão integral como substituto da manteiga

Enfim, é um alimento rico em nutrientes e bastante versátil, podendo ser consumido nas mais diversas preparações, portanto, aproveite seus benefícios, consumindo com freqüência em suas refeições!!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal quais são os alimentos constipantes e laxantes?

Dra. Judith Godoy Moreira Pereira – Nutricionista MG

Alimentos laxantes indicados para quem apresenta constipação: abacate, abacaxi, abobrinha, acelga, agrião, alface, ameixa-preta e amarela, avelã, berinjela, bertalha, brócolis, compotas, castanha-do-pará, cenoura crua, cereais integrais, chicória, couve, creme de leite, embutidos, farinha de aveia, aveia em flocos, figo, fubá, frutas oleaginosas, frutas secas, geléia, gema de ovo, grão-de-bico, jaca, kiwi, laranja, lentilha, mamão, manga, morango, quiabo, tangerina, uva, vagem, inhame.
Na constipação utilizar alimentos crus e folhas nas saladas. Farelos de trigo, farelo de arroz ou outra fibra integral natural, podem ser adicionados às refeições para aumentar o aporte de fibras totais da dieta.

Alimentos constipantes indicados na diarréia: Amido de milho, batata-inglesa, banana-prata, banana-maçã, cream cracker, cará, caju, cenoura cozida, cevada, chá-preto, creme de arroz, fécula de batata, goiaba, limonada, maçã, maisena, farinha de a…

Dicas Nutricionais para Ganho de Peso em Crianças

O baixo peso apresenta risco de desenvolvimento insatisfatório, o seu crescimento e o processo de aprendizagem podem ficar prejudicados, temporariamente ou definitivamente, vai depender da gravidade e do período em que a criança permanecer com peso baixo. Por isso, é importante buscar alternativas que recuperem o estado nutricional da criança o mais rápido possível:
* Separe a refeição em um prato individual para se ter certeza do quanto à criança está realmente ingerindo; * Esteja presente junto às refeições mesmo que a criança já coma sozinha, você poderá ajudá-la se necessário; * Não apresse a criança, é necessário ter paciência e bom humor; * Alimente a criança tão logo ela demonstre fome. Se a criança esperar muito ela perde o apetite; * Não force a criança a comer, isso aumenta o estresse e diminui ainda mais o apetite. As refeições devem ser tranqüilas e felizes; * Acrescente Azeite de Oliva Extra Virgem nas refeições para aumentar o valor calórico da dieta: para crianças menores de …

Orientações Nutricionais para uma Vida Saudável

1-Mastigue bem os alimentos, comendo devagar para facilitar a digestão e saborear os alimentos;

2-Procure fazer as refeições em lugar tranqüilo, evitando outro tipo de atividade enquanto se alimenta, como por exemplo, assistir TV;

3-Fazer em torno de 5 a 6 refeições diárias, evitando longos períodos de jejum (ficar mais do que 4 horas sem se alimentar);

4-Ingerir em torno de 3 litros de líquidos durante o dia, água, sucos, chás, pois auxilia no funcionamento do intestino, transporte dos nutrientes e excreção das substâncias tóxicas;

5-Evite a ingestão de líquidos durante as refeições, pois dificulta a digestão, absorção e utilização dos nutrientes, o ideal é ingerir líquidos 30 min. antes ou 1 hora depois das grandes refeições (almoço e jantar);

6-Dar preferência para as preparações com menor teor de gorduras evitando assim o consumo de toucinho, bacon, torresmo, banha, margarina, manteiga e maionese. Veja a receita da Maionese de Soja, bem mais saudável!

7-Não reutilize o óleo de fritura, …