Pular para o conteúdo principal

Suplementos nutricionais em suspensão em gel: uma revolução na nutrição

Por Cristiane Silva


A nutrição na atualidade está em constante transformação, novas descobertas a cada dia nos são apresentadas com o principal objetivo de maximizar os efeitos dos nutrientes do nosso organismo. Sabemos que muitos fatores interferem na perfeita absorção de vitaminas e minerais pelo nosso corpo. Por este motivo a tecnologia está avançando em buscas de produtos que sejam capazes de suprir o máximo possível as necessidades nutricionais do ser humano. Um exemplo recente deste avanço é a nova descoberta da tecnologia em gel, onde a absorção de nutrientes na corrente sanguínea chega a quase 100%. Esta descoberta iniciou-se através dos astronautas da NASA que já consumiam os isotônicos como suplementos.
Os principais benefícios destes são: a fácil ingestão e transporte e eficácia de dosagem, ou seja a embalagem já vem com a medida exata para o consumo recomendado para um dia, não necessita de refrigeração e não possui contra indicações. Outra vantagem muito importante é que apenas um sachê do produto EXTREME, que é um suplemento energético por exemplo,(forma apresentada no mercado) fornece 50% das doses recomendadas diárias para vitaminas e minerais.
Estes suplementos são fluidos gelatinosos a base de plantas que permitem que os nutrientes flutuem. Quando os nutrientes flutuam, mantém-se dissolvidos e suspensos, tornam-se portáteis e de fácil ingestão. Possui também extratos de frutas totalmente naturais. Esta é a chamada tecnologia de suspensão em gel, além de ser rica em antioxidantes, essenciais para uma vida saudável, prevenindo danos celulares graças a sua capacidade de neutralizar radicais livres.
O stress oxidativo implica muitos processos de danos celulares como câncer, doenças cardiovasculares, artrite e o próprio processo de envelhecimento. O uso frequente destes suplementos ajudam na prevenção destes eventos, conforme estudo baseado em evidências científicas e testes realizados em atletas de elite.
Só para relembrarmos, os primeiros suplementos surgidos no mercado foram os comprimidos e as cápsulas, hoje em dia sabe-se de alguns inconvenientes destes produtos como dificuldade de ingestão (pessoas com problemas de deglutição e crianças não conseguem ingerir), necessita de água ou leite para melhor absorção, além do que apenas 25% dos nutrientes são absorvidos nesta forma.

Existe também os famosos shakes que também tem a dificuldade de transporte, além do que a pessoa com o tempo tem a tendência de  “cansar de ingerir”, tornando-se monótono o consumo.

Este novo produto é uma revolução na área de nutrição, pois promove uma otimização na absorção dos nutrientes, sendo de fácil consumo, pois se pode ingerir diretamente na própria embalagem, além do sabor ser muito agradável. Atualmente no mercado brasileiro existe um produto energético onde seu principal benefício é combater os radicais livres.

Mantenha-se informado nesta importante descoberta através do site www.agel.com  e aproveite!!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal quais são os alimentos constipantes e laxantes?

Dra. Judith Godoy Moreira Pereira – Nutricionista MG

Alimentos laxantes indicados para quem apresenta constipação: abacate, abacaxi, abobrinha, acelga, agrião, alface, ameixa-preta e amarela, avelã, berinjela, bertalha, brócolis, compotas, castanha-do-pará, cenoura crua, cereais integrais, chicória, couve, creme de leite, embutidos, farinha de aveia, aveia em flocos, figo, fubá, frutas oleaginosas, frutas secas, geléia, gema de ovo, grão-de-bico, jaca, kiwi, laranja, lentilha, mamão, manga, morango, quiabo, tangerina, uva, vagem, inhame.
Na constipação utilizar alimentos crus e folhas nas saladas. Farelos de trigo, farelo de arroz ou outra fibra integral natural, podem ser adicionados às refeições para aumentar o aporte de fibras totais da dieta.

Alimentos constipantes indicados na diarréia: Amido de milho, batata-inglesa, banana-prata, banana-maçã, cream cracker, cará, caju, cenoura cozida, cevada, chá-preto, creme de arroz, fécula de batata, goiaba, limonada, maçã, maisena, farinha de a…

Dicas Nutricionais para Ganho de Peso em Crianças

O baixo peso apresenta risco de desenvolvimento insatisfatório, o seu crescimento e o processo de aprendizagem podem ficar prejudicados, temporariamente ou definitivamente, vai depender da gravidade e do período em que a criança permanecer com peso baixo. Por isso, é importante buscar alternativas que recuperem o estado nutricional da criança o mais rápido possível:
* Separe a refeição em um prato individual para se ter certeza do quanto à criança está realmente ingerindo; * Esteja presente junto às refeições mesmo que a criança já coma sozinha, você poderá ajudá-la se necessário; * Não apresse a criança, é necessário ter paciência e bom humor; * Alimente a criança tão logo ela demonstre fome. Se a criança esperar muito ela perde o apetite; * Não force a criança a comer, isso aumenta o estresse e diminui ainda mais o apetite. As refeições devem ser tranqüilas e felizes; * Acrescente Azeite de Oliva Extra Virgem nas refeições para aumentar o valor calórico da dieta: para crianças menores de …

Orientações Nutricionais para uma Vida Saudável

1-Mastigue bem os alimentos, comendo devagar para facilitar a digestão e saborear os alimentos;

2-Procure fazer as refeições em lugar tranqüilo, evitando outro tipo de atividade enquanto se alimenta, como por exemplo, assistir TV;

3-Fazer em torno de 5 a 6 refeições diárias, evitando longos períodos de jejum (ficar mais do que 4 horas sem se alimentar);

4-Ingerir em torno de 3 litros de líquidos durante o dia, água, sucos, chás, pois auxilia no funcionamento do intestino, transporte dos nutrientes e excreção das substâncias tóxicas;

5-Evite a ingestão de líquidos durante as refeições, pois dificulta a digestão, absorção e utilização dos nutrientes, o ideal é ingerir líquidos 30 min. antes ou 1 hora depois das grandes refeições (almoço e jantar);

6-Dar preferência para as preparações com menor teor de gorduras evitando assim o consumo de toucinho, bacon, torresmo, banha, margarina, manteiga e maionese. Veja a receita da Maionese de Soja, bem mais saudável!

7-Não reutilize o óleo de fritura, …