Pular para o conteúdo principal

Linhaça Dourada X Linhaça Marrom


A linhaça dourada é produzida principalmente nos países do hemisfério sul, de clima frio. É de cor amarelada e apresenta sabor mais suave. A linhaça marrom é produzida nos países do hemisfério norte, de clima mais quente, assim como no Brasil. A diferença entre esses dois tipos de linhaça são basicamente estas, e a dourada, por ser exportada, é normalmente mais cara. A constituição das sementes é essencialmente a mesma.
A forma de consumo mais recomendada da linhaça é a triturada por possibilitar a melhor utilização de seus componentes. O ideal é que o consumidor triture os grãos em casa, no momento do consumo, pois alguns componentes são sensíveis a luz, calor e umidade. Além disso, os óleos da linhaça já triturada podem oxidar e formar um composto de gosto amargo, reduzindo sua duração.
A linhaça é a semente do linho (Linum usitatissimum), utilizada há muitos anos como alimento.
É rica em fibras solúveis, que promovem o bom funcionamento do intestino, reduzem a absorção do colesterol, atrasam a absorção dos açúcares ingeridos, sendo portanto, bastante benéfica para diabéticos.
É também rica em vitaminas do complexo B, vitaminas C, E e A, ferro e zinco. De sua casca é extraído o óleo de linhaça, composto principalmente por Ômega 3 e 6. Estes óleos favorecem a produção de prostaglandinas pelo organismo, que aumentam a excreção de sódio pela urina, reduzindo os sintomas de retenção de líquido no período pré-menstrual.
As vitaminas A, C, E e o ômega 3, especialmente, são potentes agentes antioxidantes que protegem o corpo da formação de cânceres e do envelhecimento.
A linhaça é a maior fonte alimentar de lignanas, um composto similar a um hormônio feminino, o estrógeno, que reduz drasticamente na menopausa. Portanto, a linhaça atua como repositor hormonal natural, reduzindo os desconfortos da menopausa. Como a ação estrogênica das lignanas é baixa, ela também ajuda a prevenir o aparecimento do câncer de mama.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal quais são os alimentos constipantes e laxantes?

Dra. Judith Godoy Moreira Pereira – Nutricionista MG Alimentos laxantes indicados para quem apresenta constipação: abacate, abacaxi, abobrinha, acelga, agrião, alface, ameixa-preta e amarela, avelã, berinjela, bertalha, brócolis, compotas, castanha-do-pará, cenoura crua, cereais integrais, chicória, couve, creme de leite, embutidos, farinha de aveia, aveia em flocos, figo, fubá, frutas oleaginosas, frutas secas, geléia, gema de ovo, grão-de-bico, jaca, kiwi, laranja, lentilha, mamão, manga, morango, quiabo, tangerina, uva, vagem, inhame. Na constipação utilizar alimentos crus e folhas nas saladas. Farelos de trigo, farelo de arroz ou outra fibra integral natural, podem ser adicionados às refeições para aumentar o aporte de fibras totais da dieta. Alimentos constipantes indicados na diarréia:   Amido de milho, batata-inglesa, banana-prata, banana-maçã, cream cracker, cará, caju, cenoura cozida, cevada, chá-preto, creme de arroz, fécula de batata, goiaba, limonada, maçã, maisena,

Sopa de alho-poró com hortelã

Calorias por porção: 40 calorias Rendimento: 2 porções Ingredientes: 500 g de alho-poró Água Folhas de hortelã Sal a gosto Modo de preparo: Corte o alho-poró em rodelas e coloque em uma panela com água fervente em uma quantidade suficiente para cobri-las. Deixe cozinhar até que fiquem bem macias e retire do fogo. Em seguida, bata o alho-poró em um liquidificador, adicionando a água do cozimento aos poucos até que a mistura fique com a textura desejada. Adicione também algumas folhas de hortelã. Coloque sal a gosto. Deixe esfriar completamente. Antes de servir, salpique hortelã picada sobre o creme e despeje um fio de azeite.

Sopa de tomate com manjericão

Calorias por porção: 60 calorias Rendimento: 2 porções Ingredientes: 500 g de tomate Água Folhas de manjericão Sal a gosto Modo de preparo: Corte os tomates mantendo as sementes e a pele. Coloque em uma panela com água fervente em uma quantidade suficiente para cobri-los. Deixe cozinhar até que fiquem bem macios e retire do fogo Em seguida, bata os tomates em um liquidificador, adicionando a água do cozimento aos poucos até que a mistura fique com a textura desejada. Adicione também algumas folhas de manjericão. Coloque sal a gosto. Deixe esfriar completamente. Antes de servir, salpique manjericão picado sobre o creme e despeje um fio de azeite.