Nutrição Esportiva Dieta


POR Dra Ana Cláudia Silva

A disciplina presente nos treinos deve também ser estendida para a alimentação. Muitas pessoas fazem da malhação uma desculpa: “Ah... vou comer mais um pouquinho... amanhã eu desconto na hora de malhar....”. Mas no outro dia podemos estar indispostos, pode faltar tempo pra malhar... enfim, podemos não ter a oportunidade de descontar!

Por isso a melhor opção é aliar um treino e alimentação personalizados, de acordo com horários, situação financeira e preferências.

Abaixo seguem algumas dicas:
Não faça exercícios em jejum! Seu corpo precisa da energia, principalmente dos carboidratos para evitar o consumo de proteína. Porém atente para os alimentos a serem consumidos.

Alimentos com alto índice glicêmico, pouco antes do exercício, podem contribuir para mal estar durante a malhação e até mesmo desencadear um quadro chamado de hipoglicemia de rebote.

Atenção para a hidratação! Quem realiza exercícios físicos têm uma maior perda de água pelo suor, e não pode descuidar da reposição. Lembre-se que a hidratação inadequada irá interferir no desempenho do treino. 

• Assim como qualquer pessoa, quem malha precisa de uma dieta equilibrada, composta por alimentos de todos os grupos alimentares. Pois dessa forma garantimos a ingestão de micronutrientes com grande influência sobre o desempenho.

Os suplementos alimentares, se necessários; devem ser indicados por um profissional que irá avaliar qual o melhor tipo, a quantidade recomendada e horários mais favoráveis para o consumo.

Diminuição do percentual de gordura, aumento de massa magra, melhorar o desempenho... as razões para buscar mudanças na alimentação são diversas, portanto lembre-se de procurar um profissional qualificado que irá desenvolver um plano alimentar individualizado para atender às suas expectativas e contribuir para uma melhor qualidade de vida!

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO