Pular para o conteúdo principal

Suplementos Verdadeiros Resultados



por Dra. Cristiane Tecchio Nutricionista MG


A utilização de suplementos alimentares é uma prática bastante disseminada no mundo dos esportes e das academias. Grande parte dos praticantes de exercícios físicos acredita que, para a obtenção dos melhores resultados, estéticos e de performance, é necessário e essencial o uso de suplementos alimentares.
O excesso de determinados compostos alimentares, ou ergogênicos, pode sobrecarregar o organismo, prejudicando-o, ao passo que os outros, na verdade, nada exercem do que um efeito placebo, ou seja, efeito psicológico.
Estudos mostram que muitos suplementos existentes no mercado estão “contaminados” por hormônios esteroides anabolizantes, ou seja, por hormônios que estimulam o crescimento muscular, mas que, infelizmente, são causadores de uma série de efeitos colaterais negativos, que prejudicam a saúde e podem até matar.
A alimentação saudável e balanceada atende ás necessidades nutricionais da maior parte das pessoas fisicamente ativas.
Casos específicos (p. ex., atletas de alto nível ou pessoas com cotidiano estressante e corrido, sem tempo para realizar uma alimentação correta ao longo do dia) necessitam de suplementos alimentares. De acordo com as pesquisas científicas, os suplementos alimentares mais indicados atualmente são:
Reposição hidroeletrolíticos (ou “bebidas esportivas”, ou isotônicos): fazem a reposição de água, sódio, potássio, cloreto e carboidrato (glicose e frutose, normalmente).
Alimentos proteicos ou suplementos de proteínas de alto valor biológico (albumina, proteinato de sódio e whey protein): complementam a ingestão diária de proteínas, caso a alimentação seja diferente nesse macronutrientes e a pessoa não consiga suprir as necessidades diárias com a alimentação normal. Também pode ser indicado se o objetivo for o de criar praticidade no dia a dia corrido de determinadas pessoas. Pode ser consumido antes, mas principalmente pós-treino, de preferência, sempre acoplando um alimento rico em carboidrato, caso o objetivo principal seja o ganho de massa muscular. Para atletas de endurance, o ideal é acoplar a proteína ao carboidrato no período do pós-treino. Estes suplementos são representados por proteínas completas, portanto, quando utilizados regularmente, o uso extra de outros suplementos, como os de aminoácidos isolados, ou de BCAA (aminoácidos de cadeia ramificada), fica mais enfaticamente contraindicado. Não existira razão para tal suplementação extra.
Repositores energéticos ou carboidratos: a maltodextrina, as bebidas ricas em mix de carboidratos, que de modo geral são os produtos comerciais com a inicial CARBO no nome. Além do gel de carboidrato acompanhado por goles de água pura devem ser utilizados antes, durante e pós-treinos e/ou competição. Observar a diluição correta da solução para se evitar o desconforto gastrintestinal (vômitos e diarreia).
Compensadores ou hipercalóricos: utilizados por atletas com demanda energéticas muito elevadas ou por pessoas que desejam ganhar peso corporal mais rapidamente. Oferece o benefício de concentrar calorias em um pequeno volume de líquido, evitando a saciedade precoce. Possuem carboidrato, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais, sendo considerados completos nutricionalmente. Normalmente são os produtos comerciais que possuem Mass no nome.
Recursos ergogênicos: a creatina é indicada como suplemento em exercícios de alta intensidade e de curta duração; em treinos com intervalos curtos, como a musculação, por exemplo; ou em exercícios que exijam jogadas repentinas (p. ex., futebol, tênis, voleibol, basquetebol). A cretina pode ser utilizada em casos específicos, pois gera ganho de peso corporal, o que pode ser prejudicial à prática de esportes, em que o peso deve ser mais baixo o “espartanamente” controlado. As mulheres apresentam melhores resultados; os vegetarianos, melhores resultados, uma vez que a creatina está presente nas carnes.  Sua utilização pode causar danos hepáticos e renais em pessoas predispostas.
Fonte: NUTRIÇÃO CONTEMPORÂNEA SAÚDE COM SABOR

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal quais são os alimentos constipantes e laxantes?

Dra. Judith Godoy Moreira Pereira – Nutricionista MG

Alimentos laxantes indicados para quem apresenta constipação: abacate, abacaxi, abobrinha, acelga, agrião, alface, ameixa-preta e amarela, avelã, berinjela, bertalha, brócolis, compotas, castanha-do-pará, cenoura crua, cereais integrais, chicória, couve, creme de leite, embutidos, farinha de aveia, aveia em flocos, figo, fubá, frutas oleaginosas, frutas secas, geléia, gema de ovo, grão-de-bico, jaca, kiwi, laranja, lentilha, mamão, manga, morango, quiabo, tangerina, uva, vagem, inhame.
Na constipação utilizar alimentos crus e folhas nas saladas. Farelos de trigo, farelo de arroz ou outra fibra integral natural, podem ser adicionados às refeições para aumentar o aporte de fibras totais da dieta.

Alimentos constipantes indicados na diarréia: Amido de milho, batata-inglesa, banana-prata, banana-maçã, cream cracker, cará, caju, cenoura cozida, cevada, chá-preto, creme de arroz, fécula de batata, goiaba, limonada, maçã, maisena, farinha de a…

Dicas Nutricionais para Ganho de Peso em Crianças

O baixo peso apresenta risco de desenvolvimento insatisfatório, o seu crescimento e o processo de aprendizagem podem ficar prejudicados, temporariamente ou definitivamente, vai depender da gravidade e do período em que a criança permanecer com peso baixo. Por isso, é importante buscar alternativas que recuperem o estado nutricional da criança o mais rápido possível:
* Separe a refeição em um prato individual para se ter certeza do quanto à criança está realmente ingerindo; * Esteja presente junto às refeições mesmo que a criança já coma sozinha, você poderá ajudá-la se necessário; * Não apresse a criança, é necessário ter paciência e bom humor; * Alimente a criança tão logo ela demonstre fome. Se a criança esperar muito ela perde o apetite; * Não force a criança a comer, isso aumenta o estresse e diminui ainda mais o apetite. As refeições devem ser tranqüilas e felizes; * Acrescente Azeite de Oliva Extra Virgem nas refeições para aumentar o valor calórico da dieta: para crianças menores de …

Orientações Nutricionais para uma Vida Saudável

1-Mastigue bem os alimentos, comendo devagar para facilitar a digestão e saborear os alimentos;

2-Procure fazer as refeições em lugar tranqüilo, evitando outro tipo de atividade enquanto se alimenta, como por exemplo, assistir TV;

3-Fazer em torno de 5 a 6 refeições diárias, evitando longos períodos de jejum (ficar mais do que 4 horas sem se alimentar);

4-Ingerir em torno de 3 litros de líquidos durante o dia, água, sucos, chás, pois auxilia no funcionamento do intestino, transporte dos nutrientes e excreção das substâncias tóxicas;

5-Evite a ingestão de líquidos durante as refeições, pois dificulta a digestão, absorção e utilização dos nutrientes, o ideal é ingerir líquidos 30 min. antes ou 1 hora depois das grandes refeições (almoço e jantar);

6-Dar preferência para as preparações com menor teor de gorduras evitando assim o consumo de toucinho, bacon, torresmo, banha, margarina, manteiga e maionese. Veja a receita da Maionese de Soja, bem mais saudável!

7-Não reutilize o óleo de fritura, …