Leite é fraco?


MITOS SOBRE O ALEITAMENTO MATERNO: 


por Dra. Tatiane de Moura Fontes Araújo -  Piauí 


Meu leite é fraco! Não tenho leite!

Não existe leite fraco. Toda mãe é capaz de produzir leite capaz de manter as

necessidades para crescimento e desenvolvimento do bebê. A quantidade, aparência

e teor de nutrientes do leite mudam conforme a fase da amamentação: nos primeiros

dias o leite é geralmente em pequena quantidade. É o colostro, um leite concentrado,

nutritivo e com muitos anticorpos. É a primeira vacina do bebê. No começo da vida é

muito importante que ele receba o colostro a toda hora. Além de dar proteção, ajuda a

treinar o beber a pegar a mama.

Com o passar do tempo, é produzido um leite adequado às necessidades e à

idade do bebê, mudando de aparência conforme a duração da mamada. No início ele é

mais aguado e ao final da mamada é mais gorduroso, por isso o ideal é deixar a criança

esvaziar o peito a cada mamada, já que o leite com mais energia e gordura sai no final

da mamada, deixando a criança mais satisfeita e permitindo intervalos maiores entre as

mamadas.

Além de nutrientes, o leite materno possui água em quantidade suficiente para as

necessidades do bebê até os 6 meses, assim, não é necessário oferecer água.

O leite materno é produzido através do estímulo que o organismo recebe quando

o bebê suga, ele deve ser oferecido sob livre demanda, ou seja, de acordo com a vontade

do bebê, sem horários fixos, sem duração determinada, inclusive sendo ofertado

durante a noite. Assim, quanto mais o bebê mamar, mais leite será produzido. Por isso é

importante que não seja dado chá, água, suco, entre outros alimentos até 6 meses.

É importante saber também que o tempo de mamada depende da vontade do

bebê e os intervalos entre elas costumam ser curtos nos primeiros seis meses.

0 comentários:

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

ARQUIVO