Pular para o conteúdo principal

Entenda sobre a Osteoporose


A osteoporose é uma doença metabólica que acomete os ossos, tornando-os mais frágeis e suscetíveis a fraturas espontâneas. É mais comum na terceira idade, principalmente entre as mulheres. O processo natural de envelhecimento, associado a um consumo inadequado de cálcio e vitamina D, e o sedentarismo, são apontados como as principais causas deste mal.

Como ela ocorre?
Todos os nossos ossos, assim como os demais tecidos do nosso organismo, são renovados de tempos em tempos. No caso dos ossos, quem executa essa função são os osteócitos e osteoblastos. Os primeiros são responsáveis por “escavar” os ossos, retirando cálcio e colágeno e depositando-os na corrente sanguínea. São formadas pequenas “lacunas”, que são então preenchidas com “material novo”, e os responsáveis por isso são os osteoblastos. A osteoporose se instala quando essa função está desequilibrada, ou seja, os osteoblastos já não conseguem repor o material removido pelos osteócitos na mesma proporção, fazendo com que os ossos se tornem menos densos e consequentemente mais frágeis.


O que fazer para evitar isso?
A prática de atividade física, associada ao consumo adequado de cálcio, auxiliam neste processo melhorando a eficiência dos osteoblastos. Da seguinte maneira: sempre que os ossos sofrem sobrecargas, eles sofrem uma pequena “deformação”(eles não poderiam ser totalmente rígidos porque senão quebrariam com mais facilidade). Essa pequena “deformação” provoca microrrupturas na superfície óssea, o que faz com que os osteoblastos entrem em ação para “concertar” o estrago. Para isso, eles utilizam o cálcio disponível na corrente sanguínea e depositam nos locais das microrupturas.


Que atividade física devo praticar?
Dentre as atividades físicas mais comumente recomendadas, estão a caminhada e a hidroginástica, por terem teoricamente menos impacto. Mas a musculação está cada vez mais sendo recomendada por médicos e especialistas. Isto porque, como vimos antes, os ossos precisam ser estimulados para aumentar a eficiência dos osteoblastos. E, com a musculação, podemos estimular os ossos de maneira segura, visto que as cargas e ângulos podem ser controlados.
É importante frisar que a prática de atividade física deve ser sempre acompanhada por educadores físicos capacitados, principalmente em casos em que há alguma limitação ou cuidado maior a ser tomado, como no caso da osteoporose. É importante que se faça o exame de densitometria óssea, para que o médico passe ao educador físico qual a carga, em Newtons, que cada osso poderá comportar. Com posse destes dados, ele poderá fazer uma melhor escolha da atividade física a ser praticada, bem como o volume e a intensidade delas.

Para finalizar, segue uma tabela com as principais fontes de cálcio na alimentação:

ALIMENTOS (100g) CÁLCIO (mg)
Amêndoa 254
Brócolis, flores cruas 400
Brócolis, folhas 513
Bolo de trigo 217
Couve-manteiga 330
Castanha do Pará 172
Coalhada 490
Farinha Láctea 260
Farinha de peixe 4.610
Farinha de soja 324
Feijão branco miúdo 476
Flocos de cereais 550
Leite condensado 262
Leite de cabra 200
Leite de vaca desnatado 124
Leite integral 909
Leite desidratado desengordurado 1.500
Queijo minas frescal 685
Queijo parmessão 1.357
Queijo prato 1.023

O consumo diário de cálcio recomendado pela Organização Mundial de Saúde é de1.000mg para adultos, subindo para 1.200mg após os 50 anos de idade.

É isso. Abraço e bons treinos!

Eduardo Araújo é personal trainer em Aracaju/SE.
Você pode saber mais sobre o assunto visitando seu blog: http://www.edupersonal.com

Comentários

Olá!
seu blog é d+!!!
obrigada pela doce visita em meu blog!
vim conferir as novidades!
um ótimo fds!
=D


F E L I Z P Á S C O A!!!

       ( ),,( )
       (=':'=)
  ﻶﻉჱﻶﻉ═¤═(,,)♥(,,)═¤═ﻶﻉჱﻶﻉ

Com carinho, para você e sua família...


εїз ViViAn ★ Sbrussi /(",)\
Raul disse…
Minha mãe é descalcificada, e sempre tem algums dores em articulações.De uns tempo p cá eu tb tenho apresentado algumas dores no joelho e de vez em quando no punho, a do joelho é horrivel.As vezes qnd estou em casa andando normalmente parece que meu joelho desloca é muito estranho, o engraçado é que na rua no dia dia do trabalho ñ sinto isso, já qnd estou em casa relaxado isso sempre acontece.
Abrc'ss
Ang disse…
Bem bacana a dica, gostei muito.
E sempre bom saber dessas coisas ;)

Ah, visita tbm?
http://pocketlibro.blogspot.com/

Bjos?
Kilza Miranda disse…
Ei Raul boa tarde, é recomendado que procure uma nutricionista para adequar o cálcio e outros minerais conforme suas necessidades.

Abraços e boa semana!
Raul disse…
Kilza Miranda,
Que Honra ! Ter uma nutricionista profissional no meu blog. E logo vc que eu admiro tanto.
Bom pode deixar vou procurar um profissional, que me passe os exames corretos e que me receite os remedios calcificantes necessarios.
Obrigadooo ...

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal quais são os alimentos constipantes e laxantes?

Dra. Judith Godoy Moreira Pereira – Nutricionista MG

Alimentos laxantes indicados para quem apresenta constipação: abacate, abacaxi, abobrinha, acelga, agrião, alface, ameixa-preta e amarela, avelã, berinjela, bertalha, brócolis, compotas, castanha-do-pará, cenoura crua, cereais integrais, chicória, couve, creme de leite, embutidos, farinha de aveia, aveia em flocos, figo, fubá, frutas oleaginosas, frutas secas, geléia, gema de ovo, grão-de-bico, jaca, kiwi, laranja, lentilha, mamão, manga, morango, quiabo, tangerina, uva, vagem, inhame.
Na constipação utilizar alimentos crus e folhas nas saladas. Farelos de trigo, farelo de arroz ou outra fibra integral natural, podem ser adicionados às refeições para aumentar o aporte de fibras totais da dieta.

Alimentos constipantes indicados na diarréia: Amido de milho, batata-inglesa, banana-prata, banana-maçã, cream cracker, cará, caju, cenoura cozida, cevada, chá-preto, creme de arroz, fécula de batata, goiaba, limonada, maçã, maisena, farinha de a…

Dicas Nutricionais para Ganho de Peso em Crianças

O baixo peso apresenta risco de desenvolvimento insatisfatório, o seu crescimento e o processo de aprendizagem podem ficar prejudicados, temporariamente ou definitivamente, vai depender da gravidade e do período em que a criança permanecer com peso baixo. Por isso, é importante buscar alternativas que recuperem o estado nutricional da criança o mais rápido possível:
* Separe a refeição em um prato individual para se ter certeza do quanto à criança está realmente ingerindo; * Esteja presente junto às refeições mesmo que a criança já coma sozinha, você poderá ajudá-la se necessário; * Não apresse a criança, é necessário ter paciência e bom humor; * Alimente a criança tão logo ela demonstre fome. Se a criança esperar muito ela perde o apetite; * Não force a criança a comer, isso aumenta o estresse e diminui ainda mais o apetite. As refeições devem ser tranqüilas e felizes; * Acrescente Azeite de Oliva Extra Virgem nas refeições para aumentar o valor calórico da dieta: para crianças menores de …

Orientações Nutricionais para uma Vida Saudável

1-Mastigue bem os alimentos, comendo devagar para facilitar a digestão e saborear os alimentos;

2-Procure fazer as refeições em lugar tranqüilo, evitando outro tipo de atividade enquanto se alimenta, como por exemplo, assistir TV;

3-Fazer em torno de 5 a 6 refeições diárias, evitando longos períodos de jejum (ficar mais do que 4 horas sem se alimentar);

4-Ingerir em torno de 3 litros de líquidos durante o dia, água, sucos, chás, pois auxilia no funcionamento do intestino, transporte dos nutrientes e excreção das substâncias tóxicas;

5-Evite a ingestão de líquidos durante as refeições, pois dificulta a digestão, absorção e utilização dos nutrientes, o ideal é ingerir líquidos 30 min. antes ou 1 hora depois das grandes refeições (almoço e jantar);

6-Dar preferência para as preparações com menor teor de gorduras evitando assim o consumo de toucinho, bacon, torresmo, banha, margarina, manteiga e maionese. Veja a receita da Maionese de Soja, bem mais saudável!

7-Não reutilize o óleo de fritura, …